Juventude volta a vencer em casa e chega à terceira fase do torneio nacional - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Copa do Brasil28/02/2019 | 23h29Atualizada em 28/02/2019 | 23h29

Juventude volta a vencer em casa e chega à terceira fase do torneio nacional

Equipe alviverde superou o América-MG, por 2 a 1, e encara o Botafogo na próxima etapa

Juventude volta a vencer em casa e chega à terceira fase do torneio nacional Porthus Junior / Agência RBS/Agência RBS
Genilson marcou o primeiro gol e que abriu o caminha para a próxima fase do torneio Foto: Porthus Junior / Agência RBS / Agência RBS

Quatro meses passaram entre uma vitória e outra do Juventude dentro do Alfredo Jaconi. A seca, que perdurou de 26 de outubro até o dia 28 de fevereiro, acabou num momento de extrema importância para o clube alviverde: na Copa do Brasil. A vitória desta quinta-feira (28) sobre o América-MG, por 2 a 1, rendeu R$ 1,45 mi e mais 60% da renda acumulada na partida. 

Além disso, os gols marcados pelo zagueiro Genilson e o atacante Breno mantiveram a equipe do técnico Luiz Carlos Winck viva e que terá pela frente na terceira fase um velho conhecido deste torneio, o Botafogo. Será a reedição da final de 1999, onde o alviverde conquistou o maior título da sua história. Serão dois jogos de muita nostalgia e esperança para a papada.

O Ju explorou a sua única forma efetiva de jogar na temporada: reatividade. O Coelho ficou com a bola e rodou no setor defensivo, conseguindo algumas infiltrações e o time de Winck explorando contragolpes. Aos 11 minutos, a primeira chance no jogo foi dos mineiros. Marcelo Toscano dominou na entrada da área, com espaço, e chutou no cantinho. Quem apareceu foi o goleiro Marcelo Carné para salvar o alviverde.

Depois, o Ju encaixou a marcação, mas em nenhum momento conseguiu tomar as rédeas da partida. Sem articulação no meio de campo, apostava apenas nos contragolpes e chegou a ensaiar alguma pressão aos 14. Sem conclusões ao gol. Quem tentou foi  o Coelho, aos 19. Marcelo Toscano arriscou de longe e sem perigo algum.

Em uma partida um pouco mais tensa para a papada, afinal só o América-MG ficava com a bola, a reatividade do Ju deu resultado no último minuto do primeiro tempo. Breno puxou contra-ataque e tocou na direita para Dalberto. O atacante cruzou rasteiro e a bola tocou na mão de Leandro Silva, dentro da área. Pênalti. Genilson cobrou, aos 49, no meio e marcou: 1 a 0. Um gol para dar alívio ao Ju que saiu em vantagem para o intervalo.

Nem começou o segundo tempo e o time alviverde surpreendeu. Com 30 segundos, Braian Rodríguez deu um toque de calcanhar para Breno. Ele invadiu a área, dividiu com o goleiro e a bola sobrou para o atacante do Ju concluir para o gol vazio: 2 a 0.

O América-MG reagiu quando Givanildo fez duas trocas, acionando França e Neto Berola - saíram Toscano e Felipe Azevedo. Dos dois veio a primeira conclusão dos mineiros. Berola cruzou, Vidal afastou mal e França chutou mal. Aos 12, Matheusinho finalizou fraco e Carné defendeu com tranquilidade.

O Ju conseguiu chegar ao ataque outra vez aos 16. Bruno Camilo - que entrou no lugar de Denner - cruzou e Mateus Santana cabeceou fraco. O goleiro ficou com a bola. O Coelho voltou a ter a posse de bola e respondeu aos 19. Viçosa saiu da área e cruzou para Matheusinho que furou, na sobra França escorou para o volante Juninho. O jogador dos mineiros chutou para fora. 

De pé em pé, o clube mineiro assustou de novo. Viçosa deu um toque de letra e França saiu cara a cara com o goleiro Marcelo Carné. Com um carrinho cirúrgico, o camisa 1 desarmou o atacante rival e salvou o alviverde. O goleiro salvou de novo, aos 28. A bola sobrou para França, na meia-lua, que bateu forte e Carné estava lá de novo.

Com a vantagem no placar, o Ju voltou a se defender com muita força. No desespero e com quatro atacantes, o time de Givanildo de Oliveira apostou no famoso chuveirinho. Num contragolpe, aos 43, puxado por Jonatas Belusso, que driblou três e foi derrubado na área. Pênalti. Ele mesmo bateu e converteu: 2 a 1.

A reta final foi de tensão, novamente. Com cinco minutos de acréscimos, o América-MG atacou de qualquer forma. França, aos 46, cabeceou por cima. Dois minutos depois, uma falta em Marcelo Carné salvou o time de Winck. Fim de jogo, 2 a 1, e classificação do Ju. 

Ficha técnica
Juventude 2x1 América-MG

Gols: Genilson (J), aos 49min, no primeiro tempo. Breno (J), 30 segundos, Jonatas Belusso (A), aos 43min, no segundo.
Árbitro: José C. Rocha Filho, auxiliado por Anderson Moraes Coelho e Daniel Ziolli (trio paulista).
Amarelos: Moisés, Genilson, Marcelo Carné, Gabriel Valentini, Bruno Camilo (J); Felipe Azevedo, Neto Berola, Fernando Leal e Diego Jussani (A).
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul

Juventude: Marcelo Carné; Vidal, Genilson, Victor Sallinas e Eltinho; Aprile (Mateus Santana, 27/2º), Moisés; Breno (G. Valentini, 26/2º), Denner (Bruno Camilo, 15/2º) e Dalberto; Braian Rodríguez. Técnico: Luiz Carlos Winck.

América-MG: Fernando Leal; Leandro Silva, Diego Jussani, Paulão e João Paulo; Zé Ricardo e Juninho; Marcelo Toscano (França, 10/2º), Matheusinho (Jonatas Belusso, 28/2º) e Felipe Azevedo (Neto Berola, 10/2º); Júnior Viçosa. Técnico: Givanildo de Oliveira.

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros