Jogador da base do Flamengo, caxiense Pedro Arthur lamenta morte de colegas em incêndio no RJ - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Ninho do Urubu08/02/2019 | 11h07Atualizada em 08/02/2019 | 11h37

Jogador da base do Flamengo, caxiense Pedro Arthur lamenta morte de colegas em incêndio no RJ

Ex-Juventude, o atacante de 16 anos está de férias na Serra

Jogador da base do Flamengo, caxiense Pedro Arthur lamenta morte de colegas em incêndio no RJ Reginaldo Pimenta/Reginaldo Pimenta
O incêndio ocorreu na manhã desta sexta-feira Foto: Reginaldo Pimenta / Reginaldo Pimenta

O incêndio que ocorreu na manhã desta sexta-feira (8), no Rio de Janeiro, no Centro de Treinamento Ninho do Urubu, do Flamengo-RJ, deixou em choque o atacante caxiense Pedro Arthur, de 16 anos. Ele é atleta da categoria do Flamengo, formado no Juventude, e foi companheiro de clube de várias vítimas fatais da tragédia. Até o momento, o incêndio vitimou 10 pessoas, entre atletas das categorias de base rubro-negra e funcionários do clube.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 05/01/2018 - Pedro Arthur Bitencourt, 16 anos, que atuava no Juventude vai jogar na sub-16 do Flamengo. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Pedro ArthurFoto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Logo após o ocorrido, o jovem colocou em suas redes sociais uma mensagem para tranquilizar os amigos e familiares: "Está tudo bem comigo Família. Oremos por todos", escreveu o jogador.

Foto: reprodução

Arthur está de férias em Caxias do Sul. A categoria sub-17 — uma acima da que jogavam a maioria das vítimas — a que Pedro está atuando, só volta aos treinamentos no dia 27 de fevereiro.

Bastante abalados, o jogador e a família preferiram não falar neste primeiro momento.

— Estamos chocados ainda com tudo isso. Pedro está muito triste pelos colegas. Agora estamos sem palavras — disse Lilian Bitencourt, mãe do jogador, em entrevista por telefone.

Leia também
Ciclistas de Caxias do Sul fazem expedição internacional 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros