Em jogo marcado por briga, Juventude perde para o Inter e seca em casa aumenta - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Gauchão10/02/2019 | 19h05Atualizada em 10/02/2019 | 20h21

Em jogo marcado por briga, Juventude perde para o Inter e seca em casa aumenta

Papo leva 2 a 1 no Jaconi e está há mais de três meses sem ganhar no Jaconi

Em jogo marcado por briga, Juventude perde para o Inter e seca em casa aumenta Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

Era para ser uma tarde de redenção para o time do Juventude no Alfredo Jaconi. Após duas vitórias consecutivas, a equipe alviverde tentava triunfar sobre um rival histórico e encerrar com a seca de não ganhar o Jaconi. Porém, o duelo contra o Inter, na tarde deste domingo(10), foi marcado por uma confusão generalizada em campo - com direito a pugilato entre Nico López e Victor Sallinas e trombada do técnico Luiz Carlos Winck com Pottker - e pelos 2 a 1 do time colorado sobre o Papo. 

O Juventude chega fica com sete pontos na classificação e segue há mais de três meses sem saber o que é vencer em casa.

No Juve-Nal, o time da casa começou mais impactante no ataque. Aos nove minutos, a bola foi recuperada na intermediária ofensiva e Dalberto arriscou para tranquila defesa de Lomba.

Depois, aos 11, o Papo quase chegou ao gol. O Ju fez contra-ataque rápido e Bruno Camilo chutou cruzado. Breno  não se aproximou para a finalização e Lomba desviou com a ponta dos dedos – apesar do árbitro marcar apenas tiro de meta para o Colorado.

Aos 13, quem quase fez foi o Inter. Saída de bola errada de Vidal, que perdeu a posse. O cruzamento da esquerda chegou até Nico López, que teve a finalização parada por boa defesa de Marcelo Carné.

Bem no jogo até então, Braian Rodríguez teve a primeira chance aos 18. Em lateral cobrado por Eltinho, a bola ficou entre dois defensores e o centroavante uruguaio arrematou à esquerda.

O castigo veio no minuto seguinte. Em um lançamento primoroso, Edenílson encontrou Nico López entrando sozinho  nas costas da zaga. De primeira, o uruguaio deslocou Marcelo Carné e fez o 1 a 0 o Inter.

Sem sentir o gol sofrido, o Ju seguiu rondando a área colorada. Aos 24, Braian Rodríguez recebeu na área, dominou no peito e quando faria o giro, recebeu um chute de Victor Cuesta. O árbitro Vinícius Amaral mandou a jogada seguir, apesar dos protestos alviverdes. 

O clima esquentou aos 43. Após lançamento para Pottker, Marcelo Carné saiu da grande área e fez o corte. O atacante colorado tentou acelerar a cobrança do lateral enquanto o goleiro alviverde estava fora da sua meta. O técnico Luiz Carlos Winck tentou atrasar o reinício de jogo e trombou com o atleta do Inter. A partir daí, teve início uma confusão generalizada. Nico López e Victor Sallinas trocaram socos e foram expulsos – assim como o auxiliar do Juventude, Zé Carlos, o que fez com que Winck também fosse obrigado a sair de campo. 

Na volta do intervalo, com mais espaço em campo, os times começaram cautelosos. Mas era o Inter quem levava maior perigo. Aos 17, a bola cruzada passou por Carné e quando Iago foi finalizar, Vidal dividiu e evitou o gol colorado. Na resposta, triangulação do Juventude pela direita e Bruno Camilo, aos 22, mandou uma bomba que Lomba desviou milagrosamente.

A vitória do Inter se consolidou aos 29. Neilton veio por trás da marcação, driblou Marcelo Carné e tocou para o meio, onde Pedro Lucas, com calma, empurrou para o gol e fez o 2 a 0.

Sem o goleiro Marcelo Carné, lesionado e substituído por Raul após o gol colorado, o Ju conseguiu descontar aos 45. Após lançamento de Genílson, Eltinho ajeitou para Dalberto arrematar para o fundo das redes: 2 a 1.

Ficha Técnica:

Gauchão - 6ª rodada - 10/2/2019
Juventude 1x2 Inter
Gol: Nico López (I), aos 19 do primeiro tempo; Pedro Lucas (I), aos 29, e Dalberto (J), aos 45, no segundo tempo
Árbitro: Vinícius Amaral, auxiliado por Tiago Kappes Diel e Fabrício Bassegio.
Cartões amarelos: Victor Cuesta (I)
Vermelho: Victor Sallinas (J), Nico López (I)
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Juventude
Marcelo Carné (Raul, 34'/2°), Vidal, Genílson, Victor Sallinas e Eltinho; Rafael Jataí (Valentini, 18'/2°), Aprile; Breno (Douglas Tomazi, 51'/2°), Bruno Camilo e Dalberto; Braian Rodríguez. Técnico: Luiz Carlos Winck

Inter
Marcelo Lomba, Zeca, Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson; Pottker (Patrick, 34'/2°) e Neiton (Guilherme Parede, 44'/2°); Nico López e Tréllez (Pedro Lucas, 18'/2°). Técnico: Odair Hellmann

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros