Derrota do Ju em jogo-treino não preocupa, mas faz Winck repensar formação para a estreia  - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Gauchão 201913/01/2019 | 15h45Atualizada em 13/01/2019 | 15h45

Derrota do Ju em jogo-treino não preocupa, mas faz Winck repensar formação para a estreia 

Treinador afirmou que está repensando o esquema que usará na estreia

Derrota do Ju em jogo-treino não preocupa, mas faz Winck repensar formação para a estreia  Felipe Nyland/Agencia RBS
Treinador admite que o time ainda precisa de muitos ajustes para estrear no Estadual Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

O Juventude foi derrotado pelo Veranópolis, por 2 a 0, no estádio Antônio David Farina, no último sábado (12). Este foi o último teste antes da estreia no Campeonato Gaúcho. Mesmo com mais um tropeço, o técnico Luiz Carlos Winck não se diz preocupado com a pré-temporada. 

— Eu creio, que em virtude da maneira como nós estamos, é normal. É dentro da normalidade, porque dificuldade a gente teria e sabíamos disso. Não adianta acharmos desculpa, temos que achar soluções para termos uma equipe competitiva na estreia. Muitas vezes, você perde jogo-treino ou amistoso e no jogo valendo você ganha, pois é um jogo totalmente diferente — afirmou o treinador. 

O Juventude começou o período de preparação para o Gauchão depois que o Veranópolis. Além disso, várias contratações chegaram após o início da pré-temporada e ainda buscam a melhor forma. O treinador identificou esses fatores para explicar a superioridade do adversário no jogo-treino: 

— O Veranópolis está bem mais à frente da gente em termos de preparação. Não que a equipe não tenha respondido. A equipe não começou bem, melhorou, conseguiu igualar e levamos o gol na hora errada, no início do segundo tempo.  Mesmo assim continuamos tentando jogar, criamos algumas situações, mas ainda é pouco. Temos que ajustar todos os setores ainda. 

Mesmo com o diagnóstico de arrumar a equipe em todos os setores, Winck mostra preocupação com o meio-campo e a formação ideal para o jogo de estreia contra o Pelotas: 

— A gente vai repensar, principalmente, o setor de meio-campo. Nós vamos analisar bem para vermos se vamos jogar com o "trinco" (4-1-4-1) ou com dois volantes (4-2-3-1) e se vamos jogar com o Denner pelo meio ou pelo lado. Isso que gerou uma dúvida. O Paulo Sérgio ficou muito isolado no primeiro tempo, precisa encostar mais rápido nele. Quando nós tivemos uma entrada de bola no primeiro tempo, quase fizemos o gol, mas é pouco. Então temos que equilibrar isso o mais rápido possível. 

A definição da formação titular acontece nos treinamentos dessa semana, pois a estreia no Campeonato Gaúcho acontece diante do Pelotas, no domingo (20), às 18h, no estádio Aldo Dapuzzo, em Rio Grande. 

Leia também
"Para nós é um pesadelo", diz proprietária de casa invadida por usuários de droga e alvo de incêndio em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros