Após quatro anos no exterior, goleiro Lee quer retomada no Brasil - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Gauchão10/01/2019 | 17h34Atualizada em 10/01/2019 | 17h41

Após quatro anos no exterior, goleiro Lee quer retomada no Brasil

Primeiro reforço grená na pré-temporada, jogador foi apresentado nesta quinta (10)

Após quatro anos no exterior, goleiro Lee quer retomada no Brasil Antonio Valiente/Agencia RBS
Por conta de documentação, goleiro Lee só foi apresentado nesta quinta-feira (10) Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

Um dos primeiros reforços que o Caxias recebeu para a temporada 2019 finalmente foi apresentado no Estádio Centenário. O goleiro Lee, de 30 anos, está há pouco mais de um mês participando dos treinamentos sob comando do técnico Pingo. E nesse período, já conheceu um pouco daquilo que terá por desafio neste ano com a camisa grená:

— Depois desse começo, de um tempo de trabalho, dá para perceber a forma como o time vai jogar e a qualidade dos jogadores. Então dá para dizer que o Caxias vem forte para 2019.

Nesse período no Estádio Centenário, Lee tem disputado a titularidade com Luís Cetin. Nos amistosos até agora, os dois revezaram nas partidas. O amistoso deste sábado (12), contra o São José-PoA, deve ser decisivo para a escolha do camisa 1 que vai iniciar o Gauchão.

— É uma briga saudável. Tanto o Cetin quanto o André (terceiro goleiro), que está na disputa também, são grandes goleiros. Os três em nível muito alto e muito bom. O Pingo é que vai decidir quem irá começar — diz Lee, admitindo que não sabe quem jogará contra o Zequinha no fim de semana:

— Estamos esperando ainda para saber quem vai começar, a equipe que iniciará. Ele revezou o tempo todo, entrava um e começava o outro. E como ele vai testar a formação que vai iniciar, a gente fica na expectativa para saber o time que vai jogar. Não só na minha posição, mas todos ficam ansiosos para saber a equipe.

Após quatro temporadas fora do país — jogou em Portugal e no Irã—, Lee quer aproveitar essa oportunidade no Caxias para retomar seu caminho no futebol brasileiro. Até por isso os amistosos de pré-temporada foram relevantes para a readaptação no Brasil.

— Jogar fora se pega muita experiência em várias questões, como a tática. No Brasil se tem um estilo diferente, mas estou adaptado. Fiz toda minha formação foi aqui, agora é mais uma questão de adaptação ao futebol gaúcho — confirma Lee, mostrando expectativa quanto ao seu primeiro Gauchão:

— Para mim representa muito. Já disputei Campeonato Baiano, Campeonato Mineiro e jogos fora também. E o Gauchão é um campeonato muito visado não só no Brasil como no mundo. É muito forte e muito bom e será uma oportunidade muito boa para minha carreira.

A definição do goleiro titular do Caxias para o começo de 2019 só deve sair no amistoso do fim de semana, diante do São José, mas Lee quer garantir sua vaga no gol grená.

Leia mais
Padre Renato Ariotti se despede da Paróquia Santa Catarina em Caxias do Sul

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros