Intervalo: Caxias e Juventude terão novos estilos no próximo ano - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião01/12/2018 | 07h11Atualizada em 01/12/2018 | 08h20

Intervalo: Caxias e Juventude terão novos estilos no próximo ano

Com técnicos diferentes das temporadas passadas, os torcedores verão equipes reformuladas

Intervalo: Caxias e Juventude terão novos estilos no próximo ano Porthus Junior/Agencia RBS
Pingo (E) prometeu Caxias ofensivo Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

A primeira impressão dá conta de times relativamente parecidos na dupla Ca-Ju para a próxima temporada. O estilo de Winck é de muita intensidade durante boa parte do jogo, iniciando com uma marcação pressão ainda no setor ofensivo, além de força na bola aérea. 

No lado grená, o técnico Pingo promete um time ofensivo. O Caxias dos últimos anos, ao estilo Winck, era próximo disso. Mas não era essa sua característica principal. Era um time marcador e que resolvia seus ataques de forma muito rápida. No segundo semestre, até por ter mais qualidade que muitos adversários, encontrou alguma dificuldade em propor jogo. Veremos como se comportará o novo grená que surgirá sob nova direção.

Sequência boa
A posição da direção alviverde é ótima em termos de futebol. A continuidade sempre é salutar, desde que o treinador mostre evolução – ao contrário do trabalho de Julinho Camargo, que não mostrava melhoras. Winck pegou um time montado pelo antecessor, pensado e estruturado de forma contrária ao seu pensamento de futebol. Não conseguiu mudar e teve aproveitamento horrível. Agora, com tempo e escolhendo as peças, terá como tentar algo diferente.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 30/11/2018. Osvaldo Pioner (E), diretor geral de futebol, Walter Dal Zotto Jr (C), presidente do Juventude, anunciam a permanência de Luiz Carlos Winck (D), como técnico para a temporada 2019. (Porthus Junior/Agência RBS)
Winck (C) terá a chance de mostrar um novo trabalho em 2019Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Respirando ar novo
Fazia tempo que o Caxias não respirava um ar novo no seu departamento de futebol. Desde a temporada trágica de 2015 – mesmo que o contexto extracampo não se compare ao de hoje –, quando Hélio dos Anjos e Marcelo Villar treinaram a equipe, o clube vinha apenas com comandantes gaúchos. 

É válida a tentativa de algo diferente, aquele fator citado por José Setti que faltou nos anos anteriores, com um treinador de outra escola. Agora é dar tempo para que Pingo monte e mostre o seu trabalho na casamata do Estádio Centenário.

Uniforme alviverde
O Ju lançará seu novo uniforme em um evento para 500 torcedores no dia 11 de dezembro. O jantar no Salão Paroquial do Santa Catarina também será um momento para troca de ideias entre os presentes e a nova direção. Os ingressos custam R$ 35 e estão à venda no Estádio Alfredo Jaconi. A ideia é boa, para que a interação seja mais produtiva entre os lados.

Leia também
Copa União e Campeonato Integração têm finais no fim de semana
Clássico Juve-Nal marca a estreia alviverde na Copa Ipiranga Sub-20

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros