"Ninguém vai decidir nada sozinho", afirma Pioner sobre decisões no futebol do Juventude - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Gauchão27/11/2018 | 21h11Atualizada em 27/11/2018 | 21h17

"Ninguém vai decidir nada sozinho", afirma Pioner sobre decisões no futebol do Juventude

Novo diretor-geral de futebol falou da forma como trabalho acontecerá no clube

"Ninguém vai decidir nada sozinho", afirma Pioner sobre decisões no futebol do Juventude Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Logo no seu retorno ao comando do futebol alviverde, Osvaldo Pioner foi direto. Com larga história dentro do clube, entre categorias de base e profissional, o novo diretor não confirmou o nome do técnico do Juventude para 2019. Porém, já deu a diretriz da forma como conduzirá o trabalho no Jaconi.

— É um grupo de trabalho. Eu não vou decidir nada sozinho. Ninguém vai decidir nada sozinho. Se isso é não dar autonomia, então, talvez vá ser assim — disse Pioner, que acredita em um trabalho de conscientização dos profissionais que atuarão pelo clube em 2019:

— Nós vamos incutir na cabeça de quem vestir a camisa do Juventude o que é jogar a Série C. Teremos jogadores contratados de mentalidade forte, com espírito guerreiro, com força no Jaconi. Ninguém vai sair daqui com uma vitória sobre nós sorrindo. Vai ter que sair com um pouquinho de dor.

A parceria com a empresa LA Sports pode ser definida nos próximos dias, mas ainda não foi oficializada. Através dela, a expectativa é de que haja a chegada de atletas ao clube. Antes mesmo dessa formalização, Pioner confirmou o retorno de Nei Rama ao Ju.

Leia mais
Juventude confirma Walter Dal Zotto Jr. como presidente para 2019

Sobre o orçamento, Pioner admitiu que a folha salarial alviverde será baixa em comparação ao que foi gasto nos últimos anos. Segundo o diretor, o orçamento com time e comissão técnica não podem ultrapassar os R$ 300 mil mensais. A busca agora é por definir o comandante e a montagem do elenco, com atenção especial para a categoria de base.

— Hoje nós não temos jogadores. Se tivesse que começar amanhã, não teríamos 11. Na nossa cabeça está que vamos subir para a B. Vamos fazer de tudo para arranjar um time guerreiro e subir — concluiu o dirigente.

O início dos trabalhos em campo ainda está indefinido. Segundo Nei Rama, a ideia é que a pré-temporada comece até a metade de dezembro.

Leia também
Veranópolis fará, pelo menos, oito amistosos na pré-temporada

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros