Juventude confirma Walter Dal Zotto Jr. como presidente para 2019 - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Mudanças confirmadas27/11/2018 | 18h35Atualizada em 27/11/2018 | 20h47

Juventude confirma Walter Dal Zotto Jr. como presidente para 2019

Osvaldo Pioner assume como diretor geral de futebol para o próximo ano

Juventude confirma Walter Dal Zotto Jr. como presidente para 2019 Porthus Junior/Agencia RBS
Presidente do Conselho Deliberativo, Leonardo Tonietto (C) confirmou Walter Dal Zotto Jr. (D) e o diretor Osvaldo Pioner (E) Foto: Porthus Junior / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Em entrevista coletiva no final da tarde desta terça-feira, o Juventude confirmou as mudanças em sua diretoria para a próxima temporada. Walter Dal Zotto Jr., presidente do clube em 2001 e 2005 e que era o vice de marketing na atual temporada, voltará a ser o mandatário em 2019.

Além dele foi confirmado Osvaldo Pioner como o novo diretor geral de futebol, na vaga deixada por Jones Biglia. Walter Dal Zotto Jr. ainda deixou claro que a nominata completa não está definida, mas  citou Sergio Tomazzoni, Marcos Cunha Lima e Luis Oselame como assessores da presidência. 

Filho de ex-presidente — Walter Dal Zotto comandou o clube entre 1982 e 1984 — e com a experiência de ter dirigido o Juventude nos anos de 2001 e 2005, Waltinho falou do desafio que terá pela frente na temporada de 2019. Segundo o novo presidente, a primeira missão será tornar viável o clube com um orçamento reduzido para a disputa da Série C:

— Não seremos levianos e inviabilizar o clube. Já temos uma situação para o ano que vem bem delicada. Estamos buscando equalizar isso e tenho certeza que vamos conseguir. O Juventude tem um compromisso mensal de R$270 mil com Profut e parcelamento de imposto. Esse valor não é pequeno.

Depois de dois anos sem conquistas e que culminou no rebaixamento alviverde para a Terceira Divisão, o presidente que assume fala em chegar longe com responsabilidade. Apesar de dizer que a realidade do clube é de um time de Série C, Waltinho nega que falte ambição no clube:

— Nosso objetivo é estar na Série A em 2020. O discurso aceita tudo. Mas a gente tem que ter os pés no chão — disse o dirigente, que também cobrou a torcida:

— O Juventude vai ser do tamanho que o torcedor quiser. Se tivermos um estádio cheio, com 10 mil pessoas, tenho certeza de que o investimento será o dobro do que estamos fazendo. Agora, se tivermos mil pessoas e um quadro de associados de dois mil sócios, temos que fazer um clube do tamanho que podemos.

Mesmo sem a confirmação oficial da direção, a tendência é de que Luiz Carlos Winck permaneça como técnico da equipe.

Leia Também
Veranópolis fará, pelo menos, oito amistosos na pré-temporada

pés no chão — disse o dirigente, que também cobrou a torcida:

— O Juventude vai ser do tamanho que o torcedor quiser. Se tivermos um estádio cheio, com 10 mil pessoas, tenho certeza de que o investimento será o dobro do que estamos fazendo. Agora, se tivermos mil pessoas e um quadro de associados de dois mil sócios, temos que fazer um clube do tamanho que podemos.

Mesmo sem a confirmação oficial da direção, a tendência é de que Luiz Carlos Winck permaneça como técnico da equipe.

Leia Também
Veranópolis fará, pelo menos, oito amistosos na pré-temporada

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros