ACBF perde em casa para a Copagril e é eliminada na Liga Nacional - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Futsal11/11/2018 | 15h19Atualizada em 11/11/2018 | 15h34

ACBF perde em casa para a Copagril e é eliminada na Liga Nacional

Equipe não era derrotada em Carlos Barbosa desde a eliminação do ano passado

ACBF perde em casa para a Copagril e é eliminada na Liga Nacional Felipe Nyland/Agencia RBS
Suelton (E) marcou um dos gols do time paranaense em Carlos Barbosa Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

A maldição das quartas. De novo. Numa tarde em que pouca coisa deu certo em quadra, a ACBF foi eliminada da Liga Nacional de Futsal. Jogando em Carlos Barbosa para 1637 torcedores na tarde deste domingo, o time laranja perdeu por 2 a 0 para a Copagril e se despediu da competição nas quartas de final, como fora em 2017 para o Foz Cataratas, na última derrota da equipe em casa até então. 

Assim como no jogo em Marechal Cândido Rondon, o visitante abriu dois gols de vantagem. A diferença é que os gols da Copagril foram no segundo tempo e a ACBF não teve forças para reagir como os paranaenses fizeram no jogo de ida.

Leia Mais:
ACBF recebe a Copagril na busca por vaga na semi da Liga Nacional
ACBF x Uruguaianense será nos dias 14 e 21 nas semi da Liga Gaúcha
Após empate fora, ACBF espera manter os 100% em casa para chegar às semi
"Não podemos dizer que o resultado foi ruim", diz técnico Marquinhos Xavier
ACBF sai na frente, mas cede empate para a Copagril nos segundos finais  

Primeiro tempo zerado
O primeiro minuto de jogo mostrou o que seria a partida. A Copagril fez as primeiras jogadas. Mas, em contra-ataque rápido, Lé investiu pela esquerda e tocou para trás. Darlan, sem goleiro, chegou atrasado e acabou chutando para fora. 

Para a ACBF faltava o último passe. Não demorou muito para Marquinhos Xavier mudar a equipe com as entradas de Felipe Valério, Marlon e Douglinhas. Aos sete minutos, uma tabela justamente de Marlon e Douglinhas quase terminou em gol do camisa 21. 

A melhor chance do time visitante veio aos 10. Após bate-rebate, a bola sobrou para Johnny que, livre na área, parou no goleiro Gian. Nos lances seguintes, o goleiro Rennan foi quem apareceu ao salvar a Copagril três vezes em chutes de Pesk, Douglinhas e Felipe Valério. 

Apesar de ter a posse da bola, a situação do time laranja não era fácil, afinal a equipe cometera cinco faltas e ficou pendurada antes da metade da primeira etapa, o que fez Marquinhos Xavier usar seu pedido de tempo técnico para corrigir a marcação da ACBF. 

Aos 12 minutos, outras duas grandes defesas, em chutes de fora de Felipe Valério e Bruno Souza. O ritmo diminuiu. A Copagril chegou forte novamente aos 18, com Biel. O fixo chutou cruzado e obrigou Gian a fazer boa defesa no último lance de perigo da primeira etapa.

Não fez e levou... dois
Com dois minutos de bola rolando no segundo tempo, Lé teve a chance de abrir o placar. O camisa 5 avançou do meio da quadra e chutou cruzado. A bola passou rente à trave esquerda de Rennan. 

O castigo veio no lance seguinte, aos três minutos. Felipe Valério errou o passe no meio da quadra e no contra-ataque Bruno Petry partiu livre e chutou rasteiro para fazer 1 a 0.  

O gol causou um apagão geral no time laranja. Passaram 40 segundos e a Copagril ampliou novamente em contra-ataque. Darlan perdeu a bola na frente, pediu falta, mas Suelton arrancou em velocidade e chutou na saída de Gian: 2 a 0. 

O tempo passava cada vez mais rápido e a torcida já se impacientava nas arquibancadas, afinal, o time casa precisava empatar a partida para forçar uma prorrogação e seguia errando passes. A pressão, no entanto, só aumentou nos minutos finais, quando Gian passou a atuar como se fosse goleiro-linha. Foi dele, aos 14, a melhor chance laranja, em chute que Rennan defendeu, como fez nos lances seguintes. E assim foi até o fim da partida.

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros