Juventude vence e respira na briga contra o rebaixamento - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B26/10/2018 | 22h19Atualizada em 26/10/2018 | 22h19

Juventude vence e respira na briga contra o rebaixamento

Equipe alviverde superou o Sampaio Corrêa por 1 a 0 e voltou a vencer em casa após 97 dias

Juventude vence e respira na briga contra o rebaixamento Porthus Junior/Agencia RBS
Alviverde, do volante Lucas, venceu e segue vivo na Série B Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Na primeira das três finais que o Juventude tem pela manutenção na Série B, o resultado foi positivo. Após 97 dias, o alviverde voltou a vencer dentro do Estádio Alfredo Jaconi, com o placar de 1 a 0 sobre o Sampaio Corrêa. O gol de Hugo Sanches deu um alívio e um alento na fuga da zona de rebaixamento, na sexta (26). Na próxima quinta-feira (01), o time do técnico Luiz Carlos Winck recebe o Brasil-Pel.

O jogo seria nervoso pela condição na tabela dos dois clubes, mas a chuva que se intensificou 10 minutos antes da bola rolar mudou todas as estratégias. Com a bola mais rápida e, por vezes, parando nas poças d'água, os chutões prevaleceram na primeira etapa e as chances de gol ficaram escassas.

A primeira conclusão, de fato, foi aos 11 minutos. O Sampaio Corrêa atacou pela esquerda, Matheusinho dominou na intermediária e chutou firme. A bola quicou na frente do goleiro Douglas, que rebateu de qualquer forma. Mattioni apareceu na cobertura.

O Juventude tentava construiu alguma jogada, mas pelos lados Caio Rangel e Hugo Sanches pouco conseguiam. A primeira vez que o torcedor se animou foi aos 21. Denner cobrou falta do meio-campo, o goleiro Andrey saiu na bola e deixou escapar. Ninguém estava no rebote para marcar. Quatro minutos depois, a primeira boa construção. Lucas acionou Elias na entrada da área, mas o centroavante se enrolou com a bola e ela sobrou de volta para o volante alviverde. Ele conduziu para o lado esquerdo da área e chutou cruzado para boa defesa do goleiro.

Aos 35, em jogada pela esquerda da área, Bertotto lançou Elias na ponta esquerda da área. O centroavante girou e bateu para fora. A resposta veio aos 41. A Bolívia chegou pela esquerda, com Matheusinho. O atacante driblou Felipe Mattioni e cruzou para trás, onde Bruno Moura recebeu na entrada da área e bateu firme, a bola explodiu no peito de Douglas. Foi só para uma primeira etapa prejudicada pela chuva.

O quadro começou igual no segundo tempo. Chutões, gramado pesado e muito contato físico. O gol só poderia sair de uma forma: bola parada. Falta no bico esquerdo da área para o Ju. Hugo Sanches cobrou fechado, ninguém desviou, o goleiro não defendeu: 1 a 0 alviverde.

Atrás no placar, a pressa virou inimiga do time maranhense. Aos 12, Jocinei arriscou um chute quase do meio de campo. Douglas pegou com tranquilidade. Depois dos 30 minutos e muito o alviverde administrar, o desespero do Sampaio fez o time descer de qualquer forma e criar pressão.

Numa rápida ação pela direita, aos 36, Lucas e Hugo Sanches levaram perigo. O atacante foi lançado na ponta direita e tentou servir Kemmer, mas a zaga afastou. Um minuto depois, a euforia foi trocada por tensão. O Sampaio disparou em contragolpe e Matheusinho chutou para fora.

Os jaconeros perderam o ar aos 39. Após cobrança de falta da esquerda, o goleiro Douglas espalmou para o meio da área e na cabeça do lateral Julinho. Ele cabeceou e a bola foi vagarosamente para fora.

Depois foi só administrar. A primeira das três finais, o Ju ganhou. Ainda faltam duas e o sonho de fugir da Série C segue bem vivo.

Juventude 1 x 0 Sampaio Corrêa - 33ª rodada - Estádio Alfredo Jaconi - Sexta-feira (26)

Juventude: Douglas; Felipe Mattioni, Micael, Rafael Bonfim e Bertotto; Rodrigo, Lucas, Caio Rangel (Gabriel Valentini, int.), Denner (Tony, 32/2º) e Hugo Sanches; Elias (Douglas Kemmer, 25/2º). Técnico: Luiz Carlos Winck.

Sampaio Corrêa: Andrey; Bruno Moura, Joécio, Odair e Julinho; Diego Silva (Jocinei, 9/2º), Adilson Goiano, Matheusinho, Danielzinho (Esquerdinha, 23/2º) e Sobral; Uilliam Barros (Jheymy, 13/2º). Técnico: Marcinho Guerreiro

Gols: Hugo Sanches, aos 4min, no segundo tempo. Árbitro: Rodrigo D'Alonso Ferreira, auxiliado por Helton Nunes e Thiaggo Labes (trio catarinense). Amarelos: Felipe Mattioni, Douglas Kemmer (J).

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros