Juventude sai atrás, reage, mas perde para o Coritiba, no Paraná - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B05/10/2018 | 22h58Atualizada em 05/10/2018 | 23h28

Juventude sai atrás, reage, mas perde para o Coritiba, no Paraná

Time de Winck sofreu 2 a 1 na noite de sexa-feira e pode terminar a rodada no Z-4

Juventude sai atrás, reage, mas perde para o Coritiba, no Paraná Heuler Andrey/Dia Esportivo/Estadão Conteúdo
Foto: Heuler Andrey / Dia Esportivo/Estadão Conteúdo
Pioneiro
Pioneiro

Um ponto que quase foi comemorado. Assim se resumiu a noite desta sexta-feira do Juventude. Diante do Coritiba, no Couto Pereira, o Ju saiu atrás, jogou com mais de 20 minutos com um a menos em campo, buscou o empate nos minutos finais da segunda etapa, mas no último lance, num pênalti para os donos da casa, Wilson bateu para fazer o 2 a 1. A derrota pode fazer com que o Ju volte à zona de rebaixamento no fechamento da rodada.

Primeiro tempo morno
Pressionado por quatro jogos seguidos sem vencer, o Coritiba viu os primeiros momentos do jogo serem do Juventude. O time visitante teve seu primeiro chute a gol com pouco mais de um minuto de bola rolando. Em roubada de bola de Rafael Bonfim, o Ju ligou o contra-ataque em velocidade, em lance que terminou com a finalização de Hugo Sanches, que arriscou de fora da área. A bola passou perto. 

Aos 11 minutos, novamente Hugo Sanches foi acionado. O atacante recebeu na entrada da área, pela esquerda, e buscou o ângulo oposto. O camisa 7, porém, pegou mal na bola. 

Aos 15, a primeira investida do Coxa. Jean Carlos, de perna canhota, mandou de longe. O goleiro Douglas apenas acompanhou a bola que saiu em linha de fundo. 

O Coxa teve sua melhor oportunidade aos 29. O atacante Guilherme Parede foi lançado pela esquerda, invadiu a área e chutou cruzado. A bola saiu à esquerda do goleiro Douglas, 

 O Ju só voltaria a assustar aos 32, em chute de fora da área de Pará, que avançou pela esquerda. E nada mais aconteceu, num fraco primeiro tempo.

Castigo, redenção e... derrota
Bastou um minuto de bola rolando no segundo tempo para que o Coritiba abrisse o placar. Abner recebeu nas costas de Denner e antes da cobertura de Felipe Mattioni cruzou para a área. Lá, o experiente Alecsandro se antecipou a Bonfim para fazer 1 a 0. A bola ainda resvalou no zagueiro do Ju antes de bater no travessão e entrar. 

O Ju corria atrás do prejuízo, mas só chegou aos nove minutos. Pará novamente avançou pela esquerda e chutou para o gol. A bola foi nas mãos de Wilson. 

Aos 16 minutos, Winck resolveu mudar o esquema. Com o placar adverso, o treinador sacou o volante Tony para colocar o centroavante Elias. Com isso, o Ju voltou a atuar num 4-2-3-1. 

O Coritiba teve chance de ampliar aos 17. Yan Sasse recebeu livre entre os volantes e mandou uma bomba de perna esquerda. Douglas salvou.  

Apesar da nova formação, o Ju não melhorou ofensivamente. Pelo contrário, pouco investia contra a área do adversário. 

A situação do Ju piorou aos 26. Leandro Lima foi expulso de forma direta, por reclamação, segundo a arbitragem. 

Aos 34, Chiquinho desperdiçou uma chance clara, na linha da pequena área, após troca de passes do ataque dos donos da casa. 

Aos 40, a última cartada de Winck, com o jovem Gabriel Valentini fazendo sua estreia, entrando no lugar de Denner. 

Tudo parecia perdido. Mas, aos 44 minutos, a redenção do apagado Elias. O centroavante subiu mais alto que todo mundo, na marca do pênalti, para empatar a partida em cruzamento preciso de Felipe Mattioni, com a perna esquerda.

No último lance, porém, Lucas colocou a mão na bola. Pênalti. Na cobrança, aos 52, o goleiro Wilson converteu para fazer o 2 a 1 para o Coritiba.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros