Jogadores do Juventude reclamam da arbitragem após derrota para o Coritiba - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B05/10/2018 | 23h24Atualizada em 05/10/2018 | 23h29

Jogadores do Juventude reclamam da arbitragem após derrota para o Coritiba

Time alviverde lamentou pênalti polêmico assinalado no último minuto 

Jogadores do Juventude reclamam da arbitragem após derrota para o Coritiba Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo
Foto: Geraldo Bubniak / AGB/Estadão Conteúdo
Pioneiro
Pioneiro

A derrota do Juventude por 2 a 1 para o Coritiba não foi bem digerida pelo grupo de jogadores do time gaúcho. O motivo foi o pênalti assinalado em favor do time paranaense no último lance no jogo, em Curitiba, na sexta-feira.

Após o apito final, os jogadores do Juventude cercaram o árbitro cearense Leo Simão Holanda, que marcou um pênalti duvidoso nos acréscimos. A reclamação continuou na saída do gramado;

– O juiz viu o pênalti ali, só que nosso jogador (Lucas) estava muito perto. Lutamos pelo empate, com um jogador a menos, e saímos daqui muito chateados pelo resultado – avaliou o goleiro Douglas.

Hugo Sanches e Tony foram ainda mais contundentes nas reclamações:

– Ele (árbitro) está de sacanagem. Não havia sido falta no começo do lance. Agora é ter paciência e, trabalhar porque ainda estamos dentro – disse o atacante. 

– Fomos operados aqui. Uma expulsão injusta do Leandro Lima, que foi agarrado no pescoço, e depois esse pênalti no final. Vergonhoso o que estão fazendo com o Juventude – afirmou o meio-campista.

Autor do gol do Juventude, o centroavante Elias lamentou o gol sofrido nos minutos finais da partida:

– É triste. Não existe aquele pênalti. É uma covardia o que estão fazendo com a nossa equipe, tanto aqui como em casa. Agora não adianta. Lutamos, brigamos, mas fizeram isso.

O próximo desafio do Juventude será contra o Goiás, no dia 12, sexta-feira, no Alfredo Jaconi. Para o confronto, Luiz Carlos Winck não poderá contar com o meia Leandro Lima, o centroavante Elias e o lateral-direito Felipe Mattioni, todos suspensos. Por outro lado, Neuton, Wagner e Caio Rangel podem retornar.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros