Intervalo: Representação na Superliga de vôlei mostra a força da Serra Gaúcha na formação - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião30/10/2018 | 07h20Atualizada em 30/10/2018 | 16h06

Intervalo: Representação na Superliga de vôlei mostra a força da Serra Gaúcha na formação

Quatro atletas oriundos da região estão nas melhores equipes do país

Intervalo: Representação na Superliga de vôlei mostra a força da Serra Gaúcha na formação Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Formação
É preciso destacar como a Serra Gaúcha é um exportador de talentos no vôlei brasileiro. Mesmo sem times no alto rendimento, os frutos do trabalho na base ainda são evidentes.

Na atual Superliga, o Sesi-SP, um dos principais clubes do Brasil, terá os caxienses Éder Carbonera e Gustavão e o bento-gonçalvense Franco. No multicampeão Sada/Cruzeiro, Fernando Kreling, o Cachopa, outro talento oriundo da UCS, terá sua primeira temporada como levantador titular. E isso com apenas 22 anos.

Leia Mais
Campeão olímpico, Éder Carbonera visita a UCS e relembra momentos do início da carreira

Neste final de semana, Welinton Oppenkoski, que saiu do Bento Vôlei e hoje atua na base do Cruzeiro, foi eleito o melhor oposto e sagrou-se campeão do Sul-Americano Sub-21 com a seleção brasileira.

Resumindo: a base é forte. Uma pena ela não ter o espelho e a estrutura para seguir por aqui.

No Paraná
Por falar em categorias de base, equipes da Apaavôlei/UCS, (sub-18 masculino e feminino) Recreio da Juventude (sub-14, sub-16 e sub-18 feminino) e Vôlei Nova Petrópolis (sub-16 masculino e feminino e sub-18 masculino) estão disputando, desde esta segunda-feira, a 18ª edição da Taça Paraná, em Curitiba, com algumas das principais referências do país na modalidade.  

As finais da competição vão ser na sexta-feira, dia 2 de novembro.

Copinha da FGF
A FGF confirmou que o primeiro duelo entre Juventude e Aimoré, pelas oitavas de final da Copa Wianey Carlet, será nesta quarta-feira, às 15h30min, em Igrejinha, no estádio Carlos Schwingler. A partida será de mando do time alviverde. A volta será domingo, no mesmo horário, em São Leopoldo.

Que fase!
A vida de técnico já não é muito fácil pela instabilidade, mas nem sempre as escolhas dos comandantes favorecem ao próprio futuro. Julen Lopetegui se preparava para comandar a Espanha, uma das favoritas ao título mundial na Rússia, quando decidiu aceitar a proposta do Real Madrid para substituir Zidane. 

Acabou demitido pela federação espanhola. Três meses de trabalho no clube merengue e a sequência de resultados negativos acarretou outra saída. Após a goleada por 5 a 1 sofrida diante do Barcelona, o Real oficializou a mudança e colocou o ex-meia argentino Santiago Solari como interino.

Leia Também
Juventude poderá ter duas mudanças para encarar o Brasil-Pel


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros