Intervalo: Não dá para se apegar apenas nos números para analisar a campanha do Juventude - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião16/10/2018 | 15h20Atualizada em 16/10/2018 | 15h20

Intervalo: Não dá para se apegar apenas nos números para analisar a campanha do Juventude

Queda de rendimento é consequência de erros desde o início da campanha

Intervalo: Não dá para se apegar apenas nos números para analisar a campanha do Juventude Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Fatos e números
A queda do Juventude na tabela era como uma história previsível. Por mais que tenha respirado por algumas rodadas, ainda sob comando de Julinho Camargo, era visível que o time não teria fôlego para brigar na parte de cima. Com o passar dos jogos, não conseguiu ter mais resultados com o antigo treinador. Sob novo comando, vieram os resquícios de um trabalho completamente diferente.

Leia Mais
Hora de refletir e agir: os pensamentos do Ju para as rodadas finais da Série B

Os números de Winck são piores que o de Julinho. O time venceu apenas uma vez, entrou na zona de rebaixamento e não dá sinais de recuperação imediata. Culpa do treinador? Não. 

Com um grupo desequilibrado técnica e fisicamente, a única coisa que se pode cobrar é um time coerente dentro de campo. O Juventude de Winck joga mais (e isso não quer dizer jogar bem), tenta, se entrega. Falta aquilo que falamos em outras várias oportunidades neste espaço: qualidade. 

Mudanças
Com mais experiência, é natural que Felipe Mattioni e Leandro Lima voltem ao time contra o Vila Nova. Só não concordo com o possível retorno de Elias. Por mais que ainda seja garoto, Douglas Kemmer merece a sequência. 

Nas quartas
Em sua primeira participação em uma competição oficial, o time feminino do Brasil-Fa cumpriu com seu objetivo inicial e garantiu vaga nas quartas de final do Gauchão. A equipe encerrou a primeira fase na terceira colocação do Grupo A com 10 pontos em oito partidas e vai encarar o Oriente, de Canoas, na próxima etapa.

Os jogos serão de ida e volta. O primeiro jogo será no próximo domingo, dia 21, no Estádio das Castanheiras, em Farroupilha. Também atuando em casa, o Brasil fechou a primeira fase com vitória por 4 a 1 sobre o Ijuí e derrota por 8 a 0 para a forte equipe do Inter, que segue invicta e com 100% de aproveitamento na competição. 

Leia Também
Incêndio atinge empresa no bairro São José, em Caxias do Sul


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros