Com ataque poderoso, ACBF recebe o Tubarão neste domingo para confirmar vaga nas quartas - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Liga Nacional de Futsal20/10/2018 | 12h15Atualizada em 20/10/2018 | 12h15

Com ataque poderoso, ACBF recebe o Tubarão neste domingo para confirmar vaga nas quartas

Equipe laranja já marcou 205 gols no ano e pode atuar por empate em casa

Com ataque poderoso, ACBF recebe o Tubarão neste domingo para confirmar vaga nas quartas Felipe Nyland/Agencia RBS
Lé (E) é o artilheiro da equipe na temporada Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Para confirmar a vaga nas quartas de final da Liga Nacional de Futsal, a ACBF aposta em sua artilharia pesada. Um empate basta para avançar à próxima fase, mas diante do Tubarão, neste domingo, às 10h30min, o time laranja quer continuar com sua ótima média de gols na temporada e fazer mais uma vítima atuando no Centro Municipal de Eventos, em Carlos Barbosa. 

Leia Mais
ACBF fica no empate em 4 a 4 com o Parobé no primeiro duelo das quartas de final

Até aqui, em 2018, a equipe de Marquinhos Xavier fez 205 gols em 59 partidas, média próxima a quatro por jogo. E nem sempre os jogadores com características ofensivas são os artilheiros. É o que comprova o grupo da ACBF. 

Contando os goleiros Gian e Henrique, os maiores responsáveis pela marca são justamente os jogadores de defesa, que balançaram as redes dos adversários 78 vezes. Os fixos Lé (27), Marlon (22) e João Salla (21) são os artilheiros da equipe. 

– No caso do João é pela capacidade de definição no tiro-

livre, pois ele é o batedor oficial. Isso fez com que tivesse muitas oportunidades e convertesse perto de 90% das finalizações. Marlon e Lé são dois fixos que vêm muito de trás, aproveitam muito as bolas que sobram e também são jogadores que tem boa definição – explica o técnico Marquinhos Xavier.

Ao todo, 21 atletas marcaram gols pelo time laranja neste ano. O fixo Lé, goleador da equipe, admite que essa é a temporada com o melhor aproveitamento nas conclusões a gol. 

– Não esperava ser o artilheiro da equipe até porque sou fixo. Nos clubes onde passei sempre fiz alguns gols, mas não tanto igual a esse ano, passando dos 20. Espero continuar ajudando a equipe, seja defendendo ou atacando. Sempre finalizei bastante, mas não me considero um exímio finalizador. Sempre procuro estar bem posicionado para concluir – destaca o jogador de 34 anos.

Dos 59 jogos até aqui, somente em dois a ACBF não marcou gols: no empate em 0 a 0 com o Guarany, pela Liga Gaúcha, e na derrota para o Magnus por 2 a 0, na final do Mundial. Para encarar o Tubarão e confirmar a classificação após vencer o jogo de ida por 6 a 4, em Santa Catarina, o objetivo é manter a pontaria afiada.

– Espero que o ataque continue funcionando. Espero ter o equilíbrio entre ataque e defesa. A palavra de ordem é que a gente tenha paixão pelo ataque, mas não esqueça que muitos dos gols que a gente faz, vem da defesa. Defender bem te dá a oportunidade de atacar bem – avalia Marquinhos Xavier.

Leia Também
Veranópolis anuncia a contratação de dois zagueiros para 2019  

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros