Juventude sofre a oitava derrota e segue na zona de rebaixamento da competição - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B08/09/2018 | 18h29Atualizada em 08/09/2018 | 18h46

Juventude sofre a oitava derrota e segue na zona de rebaixamento da competição

Alviverde perdeu para o São Bento, por 2 a 0, e chega a nove partidas seguidas sem vencer

Juventude sofre a oitava derrota e segue na zona de rebaixamento da competição Porthus Junior/Agencia RBS
Francis (de azul, ao centro) fez os dois gols da partida Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

A situação é delicada para o Juventude na Série B. Neste sábado, a equipe alviverde perdeu para o São Bento, por 2 a 0, no Estádio Alfredo Jaconi e viu a situação piorar na competição. Sem vencer há nove jogos, o time está na zona de rebaixamento com apenas 28 pontos. O pouco de alento que ainda tem é vantagem dos rivais fora do Z-4, de apenas um ponto. Dentro de campo, o clube encontra sérias dificuldades para mudar o cenário. Quinta-feira, o Ju encara o Guarani, fora de casa.

O início de jogo deu esperanças ao torcedor alviverde. Mal a bola rolou, Lucas saiu em iniciativa pessoal da intermediária direita, tabelou com Leandro Lima e aos 18 segundos arriscou um chute que passou próximo ao gol adversário. Arrancou o tradicional "uh" da arquibancada.

Jogando em cima do adversário e conseguindo ultrapassar as linhas desorganizadas do São Bento, aos seis minutos foi a vez de Neuton fazer o goleiro Rodrigo Viana trabalhar. O lateral pegou rebote da entrada da área e chutou no canto direito alto. Boa defesa do paulista.

Entretanto, após essa jogada, a linha defensiva do time de Sorocaba se ajustou. Sem um meia de articulação, o Ju ficou na dependência dos lançamentos nas costas da defesa, sem produzir jogadas incisivas. Apenas aos 21, o time do técnico Winck chutou na direção do gol. Rafinha pegou na entrada da área, mas colocou a bola para fora.

O adversário não oferecia perigo até os 22. Na primeira boa oportunidade, marcou. Após cobrança de falta lateral da direita, a defesa afastou para o lado. Choco pegou rente à linha lateral e tentou armar o contra-ataque. Errou o passe e acabou dando a bola para Joãozinho. O meia carregou a bola até a entrada da área e bateu no canto. Matheus deu rebote para o meio da área e Francis, entre os defensores, escorou para rede : 1 a o São Bento.

A partir daí o adversário explorou a impaciência alviverde. Sem produtividade ofensiva, Winck tirou Mamute e colocou Ricardo Jesus. Ganhou um pouco de movimentação, mas nada de jogadas com perigo. Somente aos 44, o goleiro Rodrigo Viana voltou a defender uma bola. Leandro Lima cobrou escanteio da direita e Bonfim cabeceou para defesa do goleiro. Fim da primeira etapa e as primeiras reclamações da arquibancada.

O Ju ganhou um ânimo no início da segunda etapa. O árbitro Felipe Gomes da Silva assinalou pênalti de Bonfim em Joãozinho, aos cinco minutos. Ronaldo bateu muito mal e o goleiro Matheus Cavichioli pegou com facilidade.

Com oito minutos, a primeira oportunidade do Ju. Ricardo Jesus tocou para Caio Rangel. O atacante invadiu a área e bateu no contrapé do goleiro, que fez boa defesa. Aos 12, o São Bento teve uma conclusão perigosa. De falta, Anderson Salles colocou a bola próxima do travessão. Para fora.

Aos 17, Hugo Sanches tocou para Ricardo Jesus, o centroavante girou e foi tocado pelo zagueiro. Ele caiu e a bola sobrou para Rafinha que tentou driblar o goleiro e foi desarmado. Um minuto depois, Rafael Bonfim teve chance clara. Após cobrança de falta da esquerda, o zagueiro subiu sozinho e desviou para fora.

Aos 28, o árbitro assinalou jogada perigosa dentro da área do São Bento. Na cobrança em dois toques, Neuton chutou rasteiro e o goleiro conseguiu fazer a defesa. Somente aos 37, um novo arremate alviverde ao gol. Rafinha recebeu lançamento, girou e bateu para nova defesa de Rodrigo Viana.

Na reta final da partida, o São Bento conseguiu um contragolpe. Aos 41, Diogo Oliveira tocou para Samuel na esquerda. Ele chegou cruzando rasteiro e Francis escorou para rede: 2 a o. Sacramentando a vitória e a nona partida alviverde sem vencer.

Aos 43, ainda deu tempo para Ricardo Jesus acertar a trave adversária. No rebote, Rafinha chutou para fora. Fim de jogo, vaias e gritos de "vergonha" ecoaram na arquibancada. O Ju permanece pela segunda rodada da Série B no Z-4.

Ficha técnica
Juventude: Matheus; Choco, Rafael Bonfim, Fred (Micael, 26/2) e Neuton; Diones, Lucas, Rafinha, Leandro Lima (Hugo Sanches, 14/2º) e Caio Rangel; Yuri Mamute. Técnico: Luiz Carlos Winck

São Bento: Rodrigo Viana; Tony, Ewerton Páscoa, Anderson Salles e Pedro Botelho (Ewerton Silva, 21/2º); Fábio Bahia, Dudu Vieira, Samuel, Joãozinho (Luizão, 34/2º) e Francis; Ronaldo (Diogo Oliveira, 30/2º). Técnico: Marquinhos Santos

Gols: Francis (S), aos 22min, no primeiro tempo. Francis, aos 41min, no segundo. Árbitro: Felipe Gomes da Silva, auxiliado por Luiz Santos Renesto e Jefferson Piva da Silva. Amarelos: Rafael Bonfim (J); Dudu Vieira, Tony, Ronaldo (S). Local: Estádio Alfredo Jaconi.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros