Juventude recebe o São Bento, no sábado, em jogo que marca novas oportunidades - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B08/09/2018 | 08h00Atualizada em 08/09/2018 | 08h00

Juventude recebe o São Bento, no sábado, em jogo que marca novas oportunidades

Alviverde entra na 26ª rodada com o objetivo de sair da zona de rebaixamento

Juventude recebe o São Bento, no sábado, em jogo que marca novas oportunidades Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Faltando 13 jogos para o término do Campeonato Brasileiro da Série B, a partida deste sábado do Juventude contra o São Bento é a primeira de uma série de decisões. Não só para a equipe alviverde, que iniciou a 26ª rodada na zona do rebaixamento. Mas quando a bola rolar no Estádio Alfredo Jaconi, às 16h30min, o atacante Yuri Mamute receberá uma nova chance de ser titular na equipe e de mostrar que ainda vale acreditar no seu futebol.

– No primeiro dia que cheguei, chamei ele na minha sala e tive uma conversa muito séria. Mostrei para ele aonde quer chegar na vida profissional e onde pode chegar se tiver determinação. Ele assumiu esse compromisso comigo. Deixei ele fora, trabalhando com nossos preparadores. Voltou bem melhor e numa condição de começar jogo e aguentar bem. Esse negócio de entrar 15, 20 minutos não me serve – disse o técnico Luiz Carlos Winck sobre o diálogo com o jogador de 23 anos.

Do time que começa a partida, Mamute é um dos três que disputaram a Série B do ano passado pelo Juventude. Além dele, apenas o goleiro Matheus Cavichioli e o volante Lucas participaram da Segunda Divisão com a camisa alviverde em 2017. Apesar desse tempo maior no Alfredo Jaconi, a resposta dada em campo pelo jogador, que será utilizado novamente como centroavante, é muito baixa. Em um ano com a camisa alviverde, foram apenas 12 partidas e um gol marcado. 

Nesta Série B, atuou cerca de 287 minutos, o que representa no tempo corrido pouco mais de três partidas. Para essa nova chance de Mamute no time titular, existe a expectativa e o apoio do restante do grupo de jogadores, como garante o volante Lucas:

–  O Mamute é um garoto, ainda é novo, mas com a bagagem do futebol. Falamos com ele para ir com calma porque está voltando de lesão, uma atrás da outra. Mas confiamos nele, assim como ele confia na gente. Vamos usar bastante ele e com certeza vai fazer um gol nesse jogo.

Chance para Rafinha

Além de Mamute, outros jogadores ganharão chance nessa partida. Com o desgaste muscular alto apresentado pelo meia Denner, Rafinha terá sua primeira oportunidade no time titular. Recém-contratado, Hugo Sanches ficará no banco de reservas. Um vindo da Série C e outro da Divisão de Acesso, mas que terão a chance de ajudar o time em uma Série B.

– São jogadores que têm que aproveitar essa oportunidade que está sendo dada. Jogadores que vêm com fome de fazer um grande trabalho no Juventude e ainda assim sonhar mais alto sempre. Foi o que falei para eles, não tem zona de conforto. Temos que ter jogadores com ambição e vontade para deixar o time em uma situação boa na tabela, finalizar o ano bem e já com uma situação melhor para o ano que vem. O grupo é bom, mas precisa buscar um pouco mais ainda – afirmou Winck.

Uma nova chance para o Juventude e para Yuri Mamute. Uma oportunidade para Rafinha começar e Hugo Sanches aparecer. E o melhor momento para que o time inteiro saia da zona do rebaixamento e comece a respirar fora do risco da degola na Série B.

Leia Também:
Serra Gaúcha Rugby entra em campo sábado e domingo, em Caxias do Sul
Motociclista morre em colisão na ERS-122, em Ipê

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros