Juventude perde para o Guarani e segue na zona de rebaixamento - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B13/09/2018 | 22h53Atualizada em 13/09/2018 | 22h53

Juventude perde para o Guarani e segue na zona de rebaixamento

Com 1 a 0 para o Bugre, alviverde gaúcho chegou ao 10º jogo sem vitória

Juventude perde para o Guarani e segue na zona de rebaixamento Maycon Soldan/Foto Arena/Estadão Conteúdo
Foto: Maycon Soldan / Foto Arena/Estadão Conteúdo
Pioneiro
Pioneiro

A marca negativa só aumenta. Jogando em Campinas, diante do Guarani, o Juventude voltou a perder na Série B. O 1 a 0 para os donos da casa, em pênalti duvidoso, foi o 10º jogo seguido do Ju sem vitória na competição. Com isso, o time segue na zona de rebaixamento e pode se distanciar ainda mais dos times que estão fora do Z-4 no complemento da rodada.

Primeiro tempo monótono
Sem vencer há quatro jogos, o Guarani também entrou em campo pressionado. Aliás, foi dos donos da casa a primeira investida, com pouco mais de um minuto de jogo. Um lançamento na área do Ju, encontrou Bruno Mendes, que cabeceou torto para fora. 

Aos 10, sim, uma investida forte do Guarani. Após cobrança de falta lateral, a bola se ofereceu para Jefferson Nem que em chute, de perna esquerda, da entrada da área, obrigou o goleiro Matheus Cavichioli a trabalhar. 

Aos 14, a primeira trama envolvente do Ju. Rodrigo iniciou ataque que passou por Lucas, Leandro Lima e chegou em Felipe Mattioni. Da direita, o lateral cruzou fechado e, por detalhes, o goleiro Agenor não entrou com bola em tudo no próprio gol. 

Depois disso, os erros de passes no último terço de campo marcaram os ataques de ambos os lados. O Guarani chegou aos 32 minutos, em escanteio que Bruno Mendes cabeceou para fora. 

O Ju seguia com investidas tímidas, mas via Caio Rangel e Rafinha apagados pelos lados do campo. Agenor só trabalhou aos 44, em cobrança de falta de longe que nem Wagner, nem Micael conseguiram tocar na bola. 

Castigo na segunda etapa
Logo aos dois minutos do segundo tempo o Guarani levou perigo. Bruno Mendes foi lançado, mas Matheus estava atendo e foi preciso na saída do gol. 

Aos 11, outra estreia no Ju. Entrou Esquerdinha no lugar de Caio Rangel. O lateral foi lançado a campo como meia. E foi assim, logo aos 14 minutos, que o jogador emendou uma bomba contra o gol de Agenor, que fez grande defesa. 

Rafael Longuine, aos 22, perdeu uma chance incrível. O meia foi lançado e livre, quase na pequena área, chutou para fora, quando Matheus fechava seu ângulo. 

O Guarani seguia com mais posse e o Juventude sem forças para contra-atacar. Quando o fazia, o time gaúcho errava no penúltimo ou no último passe. 

Aos 30 minutos, Winck trocou os dois volantes. Entraram Amaral, que jogou pela primeira vez com o novo treinador, e Diones nos lugares de Rodrigo e Lucas. 

Nem deu tempo de eles mostrarem serviço e, da intermediária, Bruno Mendes chutou forte, mas a bola bateu na trave, com Matheus já batido. 

Tudo se encaminhava para um empate de raras chances quando, aos 33 minutos, o árbitro viu pênalti de Esquerdinha em cima de Bruno Xavier. Na cobrança, aos 34, Bruno Mendes bateu no meio do gol e abriu o placar para o Guarani.

Depois disso, mesmo com o prejuízo no placar, o Ju pouco ameaçou o time rival, que ainda teve mais chances para ampliar o marcador.   


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros