Ismael da Cruz é um exemplo sobre superação de vida com a corrida - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Meia Maratona de Caxias29/09/2018 | 09h29Atualizada em 29/09/2018 | 09h29

Ismael da Cruz é um exemplo sobre superação de vida com a corrida

Caxiense perdeu a visão e encontrou no esporte uma forma de alegria 

Ismael da Cruz é um exemplo sobre superação de vida com a corrida Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Ismael (E) busca o pódio e contará com a ajuda do guia Guto (D) Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Uma vida ligada ao esporte. Ismael Carlos da Cruz, 32 anos, sempre teve uma forte ligação com a prática de atividades físicas. Mesmo após sofrer um sério acidente de trabalho, que acarretou a perda da visão, ele não deixou de se exercitar e levar a vida de uma forma muito positiva. Neste domingo, participará dos 5 km da Meia Maratona de Caxias do Sul com o seu guia, Luis Augusto Susin, o Guto. 

A primeira grande paixão de Ismael, quando falamos de esporte, é o futebol. Aos 12 anos, ingressou nas categorias de base do Caxias, onde ficou até os 18. Sem a possibilidade de virar profissional, optou por continuar jogando em clubes amadores da cidade. Porém, em 2011, a vida lhe pregou uma peça. 

— Trabalhava em uma metalúrgica de Caxias e  sofri um acidente de trabalho. E nesse acidente acabei perdendo a visão. Isso faz cerca de sete anos — comenta o corredor. 

Leia mais
Rompendo barreiras com a força do sorriso
O esporte se uniu a diversão e mudou a vida de João Bueno
Jornalista perde mais de 30 kg com corrida e se prepara para Meia Maratona de Caxias
Corredora de 82 anos é a mais experiente inscrita na Meia Maratona de Caxias: "a vida me motiva"  

Depois de um período de muito desanimo, ele encontrou na corrida um elo importante para retomar a felicidade. Tudo começou com o incentivo de uma das professoras da Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Visuais (Apadev). Em 2013, ele concluiu a sua primeira prova e já mostrou que tinha muito potencial na modalidade. Logo após venceu duas edições da Maratona de Caxias do Sul. 

Já em 2016, Ismael conheceu o seu fiel escudeiro, o Guto. 

— O Guto fez o convite para eu participar do grupo do Inav (Instituto da Áudiovisão), já que eu corria por outra academia. No primeiro momento, não foi possível. Mas, em maio deste ano, entrei no grupo — comenta Ismael.

Parceria fechada com o novo grupo, ele já vem colecionando resultados. Em novembro, ganhou a rústica de São Leopoldo e na sequência a de Montenegro. 

O caxiense vai para a sua terceira Meia Maratona em Caxias. Nas duas primeiras ficou no pódio, ambas em segundo lugar. Para a prova de domingo, a dupla só pensa em um resultado: a vitória. 

— A ideia é fazer uma boa prova, mas eu não prometo que vou ganhar. Tem vários bons atletas na competição — finaliza Ismael. 

Último trecho dos 21 km

Foto: Pioneiro / Pioneiro

Leia também
Serra Gaúcha Rugby encara o Tornados neste sábado em busca do acesso para a elite nacional

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros