Intervalo: Vale dar um voto de confiança e acreditar no time de Winck - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião18/09/2018 | 06h30Atualizada em 18/09/2018 | 06h30

Intervalo: Vale dar um voto de confiança e acreditar no time de Winck

Juventude busca acabar com jejum de vitórias diante do Atlético-GO

Intervalo: Vale dar um voto de confiança e acreditar no time de Winck Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Eu acredito
O grito que ecoa nas arquibancadas por todo o Brasil, especialmente após a campanha do Atlético-MG na Libertadores de 2013, vale também para o momento do Juventude nesta Série B.

Mesmo que acompanhando o jogo desta terça-feira pela televisão ou pelo rádio, o torcedor Jaconero precisa manter a esperança. Quem sabe, o duelo contra um time do G-4 e confiante na luta pelo acesso não possa significar o início de um novo momento. Vale dar um voto de confiança e acreditar no time de Winck.

Leia Mais
Sem Matheus e Rafinha, Juventude viaja para Goiás sem time confirmado

Mudança de rota
Tenho visto muitos recados de torcedores alviverdes já desacreditando do time, até pelas fracas atuações da equipe. É natural, especialmente pela falta de resultados convincentes dentro de casa. Porém, por mais que as dificuldades se apresentem e o número de partidas até o final da competição esteja diminuindo, é preciso manter o apoio.

Ou o torcedor do Juventude esquece do quão difícil foi chegar na Série B? A vaga para o mata-mata veio apenas na última rodada e contando até com resultados paralelos.

Agora, por mais que se saiba dos erros cometidos por comissões técnicas, jogadores e direção, o momento é de unir forças para evitar um revés que traria reflexos pesados ao clube.

Fase quente
Com os oito melhores times do continente na disputa, começam hoje as quartas de final da Libertadores. Pela tradição, as equipes brasileiras e argentinas, que somam sete dos classificados, despontam como favoritos.

O Grêmio, que encara nesta terça o Tucumán, fora de casa, no primeiro duelo, tem tudo para confirmar presença na semifinal. O rival é a sensação do país, aquele time de porte médio que surpreende em uma temporada. Porém, não tem a mesma qualidade e força de camisa que, por exemplo, o Estudiantes, eliminado pelo Tricolor na etapa anterior.

Nos outros duelos, o Palmeiras também é favoritaço diante do Colo Colo, e o Cruzeiro tem uma pedreira chamada Boca Juniors. Ainda mais sem Arrascaeta.

Leia Também
ACBF recebe a Asif, de Ibirubá, para se manter líder na Liga Gaúcha


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros