Com discurso de manutenção da confiança, Juventude encara o Londrina - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B27/09/2018 | 06h00Atualizada em 27/09/2018 | 06h00

Com discurso de manutenção da confiança, Juventude encara o Londrina

Duelo desta quinta-feira(27) pode retirar equipe alviverde da zona do rebaixamento

Com discurso de manutenção da confiança, Juventude encara o Londrina Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O Juventude tem uma palavra para definir a luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro da Série B: superação. Pelo menos foi isso que o técnico Luiz Carlos Winck falou antes do time encarar o Londrina, no Alfredo Jaconi, às 19h desta quinta-feira (27).

– Esse jogo é a manutenção da confiança. Superação é uma palavra que vou usar em todos os jogos. Temos que sair extenuados como foi no jogo em Goiás.  Melhorar a cada partida que passa, tanto na intensidade quanto na regularidade. Esse jogo contra o Londrina é fundamental para nós, é um divisor de águas na questão de jogar em casa – disse o treinador.

Para que o time tenha uma capacidade maior de ter o controle do meio-campo e chegue com maior qualidade ao ataque, Tony será titular. Winck acredita que, além da técnica, o jogador acrescenta experiência e  entrega, necessárias neste momento:

– Ele tem uma maturidade muito grande. Tem equilíbrio e assumiu a responsabilidade contra o Atlético-GO para bater a penalidade. O Tony tem demonstrado uma atitude de comprometimento com o grupo todo.

Se ganhar, o Juventude deixa a zona do rebaixamento e torce para que o Paysandu não vença o Goiás, amanhã, em Belém. Para isso, a equipe alviverde terá que vencer a segunda consecutiva, o que só aconteceu nesta Série B na 16ª e na 17ª rodada, quando derrotou CRB, em casa, e Ponte Preta, como visitante,  respectivamente.

O meia Leandro Lima acredita que o ambiente alviverde mudou após o bom resultado conquistado em Goiânia:

– Desde o jogo contra o Atlético-GO o clima é outro. Todo mundo concentrado e determinado para fazer aquilo que o professor pediu. Esse jogo em casa é fundamental.

Winck quer começar uma nova história no Alfredo Jaconi para que, dentro de casa, consiga tirar o Juventude do risco de voltar para a Série C.

Leia também
Ibope/CNI: Bolsonaro tem 27%; Haddad, 21%; Ciro, 12% e Alckmin, 8%

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros