Amadores Esporte Clube: irmãos unidos pela adrenalina - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Downhill27/09/2018 | 09h03Atualizada em 27/09/2018 | 09h03

Amadores Esporte Clube: irmãos unidos pela adrenalina

Luan e Laís Flecke contam a sua paixão com a bike e as descidas 

Amadores Esporte Clube: irmãos unidos pela adrenalina Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Correr contra o tempo e ao mesmo tempo desfrutar da natureza em uma descida íngreme de mais de 1 km de distância entre o topo e a base. Esse é um dos desafios de um piloto de downhill. A modalidade faz parte de uma das muitas vertentes do ciclismo e basicamente consiste em descer uma pista em meio a um morro o mais rápido possível. 

Essa modalidade conquistou os irmão Luan e Laís Rezzadori Flecke. A adrenalina foi fundamental para eles pegassem gosto e investissem seus recursos e tempo para curtir a natureza em cima de uma bicicleta

— É um esporte viciante movido pela adrenalina. Não sei dizer em uma frase, mas é uma paixão. É como tirar a cabeça do mundo e só pensar naquilo. Tu te desligas da realidade e curte aquele momento que só tem você, a bicicleta e o chão. Posso dizer que é um vício por tudo o que a gente passa. Se prepara um tempo, enfrenta chuva, lama e diversos riscos para ter aqueles três, quatro minutos de descida. Mas, ao mesmo tempo, são momentos incríveis — resume Laís Rezzadori Flecke, 24 anos. 

Leia também
Amadores Esporte Clube: Conheça a história do judoca Osvaldo Molina da Fontoura 
Amadores Esporte Clube: conheça a história de Luís Viganó e o tiro ao prato
Caixa mágica do pádel conquista novos adeptos a cada ano na Serra

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros