Alívio e missão de "secar rivais" marcam reapresentação do Juventude - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B21/09/2018 | 08h00Atualizada em 21/09/2018 | 08h00

Alívio e missão de "secar rivais" marcam reapresentação do Juventude

Time alviverde voltou a vencer depois de 10 partidas de jejum no campeonato

Alívio e missão de "secar rivais" marcam reapresentação do Juventude Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Volante Rodrigo enalteceu a alegria do grupo de jogadores e dos funcionários do Juventude após a vitória sobre o Atlético-GO Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O Juventude inicia uma “nova semana” como há muito tempo não se via no Jaconi. Na quinta-feira, o time se reapresentou no Alfredo Jaconi para mais sete dias de trabalho antes do próximo compromisso na Série B. E o clima não poderia ser melhor. Pós-vitória, o Ju vive um ambiente aliviado no vestiário, até porque não vencia desde o dia 24 de julho, quando bateu a Ponte Preta, ainda com Julinho Camargo no comando.

– Fazia tempo. Temos que valorizar esta vitória e a entrega de todo mundo em Goiânia. Futebol com vitória e resultado positivo é diferente. A gente chega aqui alegre e vê todos os funcionários alegres. A gente sabe a pressão que é jogar no Juventude e sabe que tem muito a melhorar ainda. O Winck sabe disso e está dando confiança para o nosso grupo. Estamos no caminho certo. Queríamos estar brigando lá em cima, mas temos de passar por cima disso e colocar a cara à tapa para tirar o clube desta situação – comentou o volante Rodrigo, um dos destaques do Ju no 1 a 0 sobre o Atlético-GO, na última terça-feira. 

O discurso é endossado pelo lateral-esquerdo Neuton, que é titular há três jogos, desde que retornou de lesão: 

– É nostálgico. Vínhamos de um bom tempo sem vencer e estava afetando a confiança dentro do vestiário e até em relação à semana de trabalho. Mas conseguimos essa vitória e resgatar um pouco disso e anima novamente o ambiente. 

Assim como o torcedor alviverde, a dupla garante que vai secar os adversários na briga contra o rebaixamento. Nesta sexta-feira, a torcida será contra o CRB, que recebe o Coritiba, no Rei Pelé, em Alagoas. No sábado, o Paysandu entra em campo diante do Criciúma, em Belém-PA. 

– Com certeza (secar os rivais). Não só para secar, mas também porque teremos confrontos diretos contra eles. É bom dar uma olhada porque qualquer detalhe é importante – confirmou Neuton. 

Para que a equipe alviverde siga fora da zona de rebaixamento é preciso que o CRB não vença seu jogo e que o Paysandu perca, por ter mais vitórias que o Juventude.

Leia Também:
Amadores Esporte Clube: Conheça a história do judoca Osvaldo Molina da Fontoura  
Desfile farroupilha, em Caxias do Sul, exibe dança e cultura gaúcha na Rua Sinimbu
Suspeito de mortes em condomínio de Bento Gonçalves é capturado em Lagoa Vermelha 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros