Volante Lucas ganha mais um recomeço no Juventude - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B30/08/2018 | 08h00Atualizada em 30/08/2018 | 08h00

Volante Lucas ganha mais um recomeço no Juventude

Jogador deve ser titular na sexta-feira, diante do Paysandu, em Belém

Volante Lucas ganha mais um recomeço no Juventude Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Volante Lucas deve ser titular diante do Paysandu, na sexta-feira Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
mauricio reolon

Do dia 20 de outubro de 2017, quando entrou em campo contra o Guarani, até o 31 de agosto de 2018, no qual voltará a vestir a camisa titular do Juventude, Lucas teve tempo de sobra para pensar na sua carreira. Nesse período, é fácil imaginar que um dos momentos aos quais ele mais se apegava era justamente o que irá acontecer nesta sexta-feira.

No gramado do Estádio da Curuzu, em Belém, o volante poderá deixar para trás todo o sofrimento e as dificuldades encaradas nos 10 meses em que esteve afastado por conta do doping. Mais do que isso: dará a largada para um novo momento na equipe alviverde.

– Fiquei muito feliz de voltar contra o Avaí, depois de muito tempo. Infelizmente não atuei contra o Boa, mas agora o professor Winck chegou e me deu total confiança. Disse que vai iniciar comigo e vou dar meu máximo até quando eu puder – comemorou o jogador.

Depois de atuar alguns minutos em Santa Catarina, há duas rodadas, Lucas precisava justamente dessa confiança. Depois de ter a sua melhor sequência dentro do clube na última temporada, até o momento da lesão e da suspensão preventiva, o recomeço ss dará em um momento delicado do Juventude.  O time precisa de recuperação na Série B. Ou seja, a retomada serve como palavra de ordem para ele e para o time. 

– Precisamos mudar nossa atitude. Temos um bom time, mas temos que ter mais confiança e mudar nossa postura dentro de campo. Fico feliz de entrar como titular, mas o mais importante é a gente sair com os três pontos – projeta Lucas.

Em seus primeiros dias no comando da equipe, Winck encontrou em Lucas uma referência no meio-campo. Por isso, independentemente do período em que ficou parado, o treinador quer dar ritmo de jogo ao volante.

– O Lucas é um jogador de muita personalidade, que tem muita força e qualidade. É um segundo homem do meio-campo que sai bastante, chega na área. É ritmo de jogo. Não vai ganhar ritmo ficando no banco. Para mim, ele tem qualidade e potencial para jogar. Então, vai iniciar a partida – afirmou o treinador, antes de completar sobre o tempo que espera contar com Lucas em campo:

– Vamos ver até onde ele suporta. Se puder ir até o final, melhor. Vai até o limite sempre. Quero que o grupo trabalhe nesse limite. Temos três substituições a fazer. Espero que possam ser na parte ofensiva e não lá atrás.

Leia Também:
Com pacto entre cidades, quatro escolas de Caxias devem receber aulas de italiano
Dois carros batem de frente na BR-470, em Veranópolis, e causam a morte de idoso e criança
O modelo de escola de Flores da Cunha que deveria ser regra

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros