Para vencer, Juventude tentará melhorar seu rendimento ofensivo - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B18/08/2018 | 08h31Atualizada em 18/08/2018 | 08h31

Para vencer, Juventude tentará melhorar seu rendimento ofensivo

Equipe alviverde encara o Oeste, neste sábado, para tentar se recuperar na competição

Para vencer, Juventude tentará melhorar seu rendimento ofensivo Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Julinho tenta melhorar a pontaria da sua equipe Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O Juventude tem uma missão bem clara neste sábado. Precisa caprichar mais nas finalizações. Diante do Oeste, às 16h30min, na Arena Barueri, região metropolitana de São Paulo, o time do técnico Julinho Camargo tenta retomar o caminho das vitórias. Para isso, precisa fazer gols.

— Isso vem me incomodando há muito tempo. Desde a época do Gauchão, a equipe ronda a área e finaliza pouco. Em alguns momentos temos muito preciosismo para definir — admite o treinador, que diz estar trabalhando com os jogadores a vontade de chutar em gol:

— Claro que isso é uma característica que é do jogador. Pegar um atleta de 25, 30 anos e transformar ele em um finalizador é difícil. Melhora, mas não faz disso a característica principal dele. Mas é importante que a gente aguce isso neles. Está fazendo falta ao nosso time. Em alguns momentos deixamos de arrematar e fazer o gol.

Durante os treinamentos da semana, Julinho foi enfático com todos os jogadores para que as conclusões sejam mais efetivas. 

— Tenho incluído isso nas sessões de treinamento constantemente. É o que podemos fazer. É o caminho a ser tomado e vamos torcer para que tenha alguma melhora.

A missão de fazer gols não cabe só aos atacantes. Mas é no setor ofensivo que está o maior problema. Dos 17 gols do Juventude na Série B, seis foram marcados pelos jogadores de frente – os defensores fizeram seis, os meias quatro e um foi contra.

Autor de um gol na Série B e de volta ao time titular após cumprir suspensão diante do Figueirense, Bertotto sabe a necessidade de aproveitar as oportunidades que aparecerem:

— Tanto nesse jogo quanto contra o CSA, criamos bastante, mas pecamos na finalização. Se tem alguma coisa para melhorar, é isso. Vamos criar da mesma forma, mas dessa vez botar para dentro a bola. O Julinho cobrou bastante para acertar o gol, independentemente de quem tiver a chance, os jogadores que vêm de trás ou o pessoal dentro da área. Esse jogo vamos fazer de tudo para conseguir os gols.

O último gol que o Juventude fez na Série B foi de Elias, na vitória diante da Ponte Preta. Depois, duas derrotas e um empate sem balançar as redes. Neste sábado é a chance do time voltar a vencer. E, para isso, vai ter que chutar com maior precisão.

Leia também
Times da Serra Gaúcha abrem returno das disputas nacionais

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros