Intervalo: O Juventude precisa encontrar um caminho para voltar a marcar gols na Série B - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião21/08/2018 | 07h00Atualizada em 21/08/2018 | 07h00

Intervalo: O Juventude precisa encontrar um caminho para voltar a marcar gols na Série B

Ju encara o Avaí, fora de casa, nesta terça-feira pela 22ª rodada 

Intervalo: O Juventude precisa encontrar um caminho para voltar a marcar gols na Série B Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Fellipe Mateus deve ser mantido na equipe titular Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Gol, gol e gol...
Não quero ser repetitivo ao tratar das dificuldades, carências e projeções do Juventude nesta Série B. O torcedor já está cansado de saber quais são os grandes dilemas alviverdes na competição. Por isso, na véspera do jogo diante do Avaí não se pode falar de outra coisa que não seja o gol.

Como o futebol é definido justamente pelas bolas na rede, o Ju precisa encontrar um caminho para voltar a marcar. Seja com um futebol de boa qualidade, como apresentou nos últimos jogos, ou na base dos trancos e barrancos, como aconteceu em alguns momentos da Série B.

Leia Mais
Sala de Redação será transmitido direto de Caxias do Sul nesta terça-feira

Difícil de entender
Causa estranheza a quantidade de jogadores preservados e as mudanças que o Juventude precisa fazer de um jogo para outro. O caso mais emblemático neste cenário recente é o de Mamute, que jogou poucos minutos em dois jogos e segue fora da equipe por desgaste físico.

Em aberto
Ao final do primeiro turno do Brasileirão, seis equipes estão na briga pelo título nacional. Inter, Atlético-MG e São Paulo podem levar alguma vantagem por não estarem em outras competições. Mas Grêmio, Flamengo e Palmeiras têm grupo para brigar em várias frentes. A disputa promete ser acirrada até o final.

Duelo brasileiro
Na preparação para o US Open, último Grand Slam da temporada, o tenista caxiense Marcelo Demoliner atua com o mexicano Santiago Gonzalez no ATP 250 de Winston-Salem, nos Estados Unidos. A estreia da dupla será nesta terça e Demoliner terá pela frente o compatriota Marcelo Melo, que joga com o polonês Lukasz Kubot.

Os dois brasileiros já se enfrentaram duas vezes pelo circuito de duplas e em ambas foi o mineiro que levou a melhor. Principais favoritos na competição, Melo e Kubot estão entre os melhores duplistas do circuito da ATP.

Leia Também
Homem confessa morte de mulher a marteladas em Caxias do Sul, mas alega legítima defesa

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros