Com a experiência de Bruno Souza, ACBF estreia em busca do quarto título mundial - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Futsal27/08/2018 | 20h22Atualizada em 27/08/2018 | 20h22

Com a experiência de Bruno Souza, ACBF estreia em busca do quarto título mundial

Equipe laranja encara o Los Angeles, nesta terça-feira, na Tailândia

Com a experiência de Bruno Souza, ACBF estreia em busca do quarto título mundial Ulisses Castro/ACBF,Divulgação
Bruno Souza foi campeão mundial em 2004 pela ACBF Foto: Ulisses Castro / ACBF,Divulgação

A ACBF inicia nesta terça-feira a luta pelo tetracampeonato mundial. Na Tailândia, a partir das 8h30min (horário de Brasília), o time laranja encara o Los Angeles, de Guiné Equatorial, no primeiro confronto pelo Grupo A, que ainda conta com o Bluewave Chonburi, representante do país-sede. 

Leia Mais
ACBF viaja para a disputa do Mundial de Clubes, na Tailândia
ACBF mantém a ponta antes de embarcar para Tailândia

Segunda equipe com mais conquistas deste nível, atrás apenas do Inter Movistar-ESP, que tem cinco, a ACBF conta com um grupo que mescla experiência e juventude. Uma das referência da equipe tentará repetir o que fez há mais de uma década.     

O ala pernambucano Bruno Souza passou por alguns dos principais clubes do Brasil, como Corinthians, Sorocaba e Assoeva. Porém, foi na própria ACBF que ganhou projeção. Curiosamente, 14 anos atrás, era um jovem na estrelada equipe que tinha nomes como Lavoisier, Fininho, Betão, Pablo, Carlinhos e Gabriel, todos com passagem pela seleção. Na oportunidade, em Barcelona (ESP), a equipe laranja conquistou seu primeiro título mundial.

– Foi o primeiro campeonato chancelado pela Fifa e acredito que, por já ter vivido isso, tenho noção da importância da conquista. É essa experiência que posso levar aos colegas – explica Bruno.

Na ocasião, a ACBF venceu na final o Playas Castellón, da Espanha, por 6 a 3. Bruno Souza voltou a disputar um Mundial pelo time laranja em 2016, quando o grupo, já comandado por Marquinhos Xavier, perdeu a decisão para o Magnus/Sorocaba na prorrogação, repetindo o vice-campeonato de 2011 e 2013. A outra conquista ocorreu em 2001, ainda sem a competição ser reconhecida pela Fifa.

Para repetir o feito de 2004 e voltar à decisão do torneio, Bruno Souza aposta na confiança adquirida pelo time com as campanhas da atual temporada. 

– Acredito que a preparação não poderia ter sido melhor. Os resultados que alcançamos na Liga Gaúcha e na Liga Nacional demonstram que estamos no caminho certo. Nada melhor do que chegar em uma competição tão importante com a confiança em alta, fazendo bons jogos. O fator emocional nos faz chegar muito fortes no Mundial. A gente sabe da importância do título para a ACBF e para cada um dos jogadores – diz o ala de 35 anos.

 ACBF treina em Bangkoc, na Tailândia, para o Mundial de Futsal.Indexador: Ulisses_Castro
Grupo da ACBF na competição internacionalFoto: Ulisses Castro / ACBF,Divulgação

Primeira rodada

Nesta segunda-feira, na primeira rodada da competição, o Chonburi derrotou o Los Angeles por 4 a 3 e largou na frente no grupo da ACBF. Já na chave B, o Barcelona confirmou o favoritismo e goleou o Elite, dos Estados Unidos, por 8 a 0. Nesta terça, o Magnus/Sorocaba, atual campeão e time do craque Falcão, estreia diante dos norte-americanos.

Pela composição dos grupos, a expectativa é de que a ACBF avance com alguma tranquilidade para as semifinais, onde, aí sim, deve encarar uma pedreira. 

– O Mundial é sempre muito difícil e precisamos entrar concentrados. Em 2016 tivemos uma ideia dessa dificuldade. Foi uma decisão em que batemos na trave. Ficou o aprendizado. Tenho certeza que trabalhamos forte para desta vez sair com o título – avalia o ala Felipe Valério, um dos artilheiros do time na Liga Nacional com sete gols.

Leia Também
"O pensamento é somar pontos o mais rápido possível", diz novo técnico do Ju
Juventude confirma acerto e Luiz Carlos Winck é o novo técnico da equipe para sequência da Série B

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros