ACBF viaja para a disputa do Mundial de Clubes, na Tailândia - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Futsal23/08/2018 | 08h00Atualizada em 23/08/2018 | 08h00

ACBF viaja para a disputa do Mundial de Clubes, na Tailândia

Time de Carlos Barbosa busca a sua quarta conquista na competição

ACBF viaja para a disputa do Mundial de Clubes, na Tailândia Felipe Nyland/Agencia RBS
Técnico Marquinhos Xavier vai para a segunda disputa de uma competição mundial no comando da ACBF Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

A viagem é longa. A esperança por um bom desempenho é maior ainda. Na tarde desta quinta-feira, a ACBF começa seu deslocamento para a Tailândia. No lado asiático do mundo, o time de Carlos Barbosa, campeão da Libertadores 2018, inicia sua busca pela quarta conquista do Mundial de Clubes de Futsal.

Leia Mais:
ACBF mantém a ponta antes de embarcar para Tailândia
No último jogo antes do Mundial, ACBF enfrenta o Blumenau, pela LNF
ACBF conhece adversários da Copa Intercontinental de Futsal

A estreia da equipe laranja será na próxima terça-feira, às 8h30min (horário de Brasília), diante do Los Angeles, de Guiné Equatorial. Ambas as equipes estão na chave A, junto do Bluewave Chonburi, da Tailândia. Os dois adversários do time gaúcho se enfrentam na primeira rodada, nesta segunda-feira, dia da abertura da competição. 

– Sempre é uma surpresa. Estamos indo muito pelo tradicionalismo. Não conseguimos muito material destas equipes porque eles não participam regularmente de competições. A equipe da Tailândia a gente conhece um pouco mais, temos informações até porque tem um brasileiro jogando lá. Já a equipe da África, assim como a da Concacaf (Elite, dos EUA) são desconhecidas de todos. Nossa vantagem é que folgamos na primeira rodada e assistiremos ao jogo deles – projetou o técnico da ACBF, Marquinhos Xavier.  

No grupo B, está o outro representante brasileiro, o Magnus/Sorocaba. O time do craque Falcão, último campeão mundial, tem pela frente o Elite, dos Estados Unidos, e o Barcelona, da Espanha. O título dos paulistas, em 2016, foi exatamente conquistado em cima da ACBF, que levou a melhor nas edições de 2001, 2004 e 2012. 

Lideranças sem ameaças nas Ligas
Partindo de Carlos Barbosa, a escala da ACBF engloba Porto Alegre, São Paulo, Etiópia e então, no sábado, Bangkok, na Tailândia. Se tudo sari como o planejado, o time laranja retorna só no começo de setembro. 

Apesar da distância, a “gordura” acumulada nos torneios nacionais é mais um motivo para uma sequência de temporada tranquila da equipe.

– Nosso bom ambiente é capitalizado por vitórias. Quando se debruça num planejamento, o universo conspira para isso. Talvez nosso sucesso nas competições seja fruto do nosso planejamento – resumiu Marquinhos Xavier.

Delegação da ACBF conta com 25 nomes:
3       João Salla - Fixo
4 Felipe Valério - Ala
5 Lé - Fixo
7 Marlon - Fixo
8 Bruno Souza - Ala
9 Pesk - Pivô
11 Júlio Zanotto - Ala
13 Valdin - Ala
17 Mithyuê - Ala
21 Douglinhas - Ala
30 Gian Wolverine - Goleiro
31 Darlan - Pivô
33 Felipe Santos - Ala
92 Henrique - Goleiro

Comissão Técnica e dirigentes: Marquinhos Xavier, Lavoisier Martins, Alexandre Baldasso, Edgar Baldasso, Guaíba, Cristiano Henzel, Dr Paulo Nery, Farroupilha, Ulisses Castro, Bolivar Zuanazzi e Luir Marciano Sheibel

Leia Também:
Desfile volta aos festejos farroupilhas em Caxias do Sul
Padaria é assaltada no bairro Santa Lúcia Cohab em Caxias
Juventude contrata meia Rafinha para sequência da temporada

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros