Técnico Luiz Carlos Winck deixa o comando do Caxias após três temporadas - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Reformulação12/07/2018 | 15h56Atualizada em 12/07/2018 | 15h56

Técnico Luiz Carlos Winck deixa o comando do Caxias após três temporadas

Treinador acertou sua saída nesta quinta-feira

Técnico Luiz Carlos Winck deixa o comando do Caxias após três temporadas Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Ainda sem definir se jogará o segundo semestre, o Caxias certou a saída do técnico Luiz Carlos Winck. O treinador chegou em setembro de 2016 para substituir Beto Campos. Em três temporadas, ele ganhou a Copa Larry Pinto de Faria, no mesmo ano em que assumiu o clube. No ano seguinte foi campeão do Interior, no Gauchão. Neste temporada, acabou sendo eliminado nas quartas de final do Estadual e na fase decisiva da Série D.

Em duas temporadas e meia, o treinador fez 49 jogos, 24 vitórias, 16 empates e 9 derrotas. Em 2018, foram apenas três resultados negativos. Ele já havia deixado o clube em 2017, quando o Caxias decidiu não jogar no segundo semestre. Foi para Criciúma e voltou em novembro do ano passado. Ao longo de 2018, havia rejeitado outras três propostas e decidiu seguir comandando o time grená na busca pelo acesso à Série C. Não conseguiu.

A direção afirma definir até sexta-feira se irá conseguir viabilizar o segundo semestre. 

Leia também
Adiada votação de projeto que isenta IPTU de quem adotar criança ou adolescente em Caxias

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros