"O Juventude é a oportunidade da minha vida", diz o zagueiro Wagner Fogolari, novo reforço da equipe alviverde - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B09/07/2018 | 21h45Atualizada em 09/07/2018 | 21h45

"O Juventude é a oportunidade da minha vida", diz o zagueiro Wagner Fogolari, novo reforço da equipe alviverde

Defensor se curou de câncer e conquistou o acesso à Série C pelo São José

"O Juventude é a oportunidade da minha vida", diz o zagueiro Wagner Fogolari, novo reforço da equipe alviverde Robinson Estrásulas/Agencia RBS
Foto: Robinson Estrásulas / Agencia RBS

O novo reforço do Juventude para a sequência da Série B já venceu muitas batalhas em 2018. Dentro e fora de campo. O zagueiro Wagner, de 28 anos, tem na atual temporada um marco de recomeço em sua história, não só no futebol, mas também na vida. 

Leia Mais
Súmula aponta cinco expulsões e a confusão poderá prejudicar o Caxias no ano que vem
Caxias analisará o futuro nos próximos dias e aguarda por vaga na Série D 2019

Wagner recebeu o diagnóstico de linfoma de Hodgkin – um câncer no sistema imunológico – em junho do ano passado. Curado, o jogador voltou a atuar e, no domingo passado, conquistou o acesso para a Série C com o São José-PoA. Agora, o desafio é voltar a disputar a Segunda Divisão nacional com a camisa alviverde.

– Se eu falar que imaginava conquistar tudo isso em tão pouco tempo, após a recuperação, vou estar te mentindo. Pensava em logo voltar a jogar, mas Deus foi tão maravilhoso comigo que as coisas aconteceram muito rápido. Em praticamente um ano, de quando descobri a doença até agora, ir para o Juventude e voltar a jogar uma Série B é uma felicidade enorme – diz o zagueiro, que reconhece a chance que terá no Jaconi:

– Encaro o Juventude como a oportunidade da minha vida, depois de tudo que aconteceu. É baixar a cabeça, trabalhar bastante e ajudar o pessoal a conquistar uma boa colocação.

A volta de Wagner aos gramados aconteceu gradativamente durante o Gauchão. Na Série D, veio a retomada da titularidade com a camisa do Zequinha. Nem mesmo a desgastante maratona de decisões que passou nas últimas semanas diminui o ritmo do defensor:

– Durante a Série D é que fui retomando meu ritmo de jogo novamente. Voltei no Gauchão, mas precisava de treinamentos. Creio que hoje estou no meu estado físico normal novamente e pronto para ajudar o Juventude.

A adaptação ao grupo alviverde também não será problema para Wagner. Formado nas categorias de base do Grêmio, trabalhou com o técnico Julinho Camargo nos tempos de Olímpico. Além disso, boa parte do grupo já trabalhou com o zagueiro.

– A maioria dos jogadores eu já conheço, além do professor Julinho. Sei bem como é o método de trabalho dele e como meus companheiros jogam. Isso facilita bastante na adaptação– afirma Wagner, que foi titular em oito das dez partidas do São José na Série D.

O contrato de Wagner com o Juventude será até o fim de novembro, quando termina a Série B. O acordo que o jogador tinha com o clube da Capital se encerrou no dia 30 de junho. Uma extensão contratual de um mês havia sido feita para que ele pudesse disputar as rodadas decisivas da Quarta Divisão. Ontem, houve a rescisão desse acordo e o defensor virá em definitivo para o Alfredo Jaconi.

– O torcedor vai encontrar o que o Wagner sempre foi. Muita garra e muita disputa. Querendo sempre ajudar e dando a vida pelo clube e a camisa que veste. Sempre fui assim em todas as agremiações que passei. Não vai ser diferente no Juventude.

Leia Também
Desembargo de obras no terreno da Comercial Zaffari ainda está em análise

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros