Intervalo: O jogo desta sexta-feira é daqueles para mudar o patamar da Seleção de Tite - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião06/07/2018 | 07h00Atualizada em 06/07/2018 | 07h00

Intervalo: O jogo desta sexta-feira é daqueles para mudar o patamar da Seleção de Tite

Duelo com a Bélgica por vaga na semifinal será um grande teste 

Intervalo: O jogo desta sexta-feira é daqueles para mudar o patamar da Seleção de Tite Lucas Figueiredo/CBF/Divulgação
Foto: Lucas Figueiredo / CBF/Divulgação

Expectativa antes do jogão
Não será nada fácil. Desculpem a afirmação óbvia para abrir a coluna, mas nas horas que antecedem o duelo entre Brasil e Bélgica, fica uma mistura de ansiedade, confiança e expectativa. 

Será que a tão falada geração belga conseguirá fazer frente e mostrar que pode, realmente, ser candidata ao título mundial? Por mais que veja em Hazard, De Bruyne e Lukaku grandes talentos, falta provar justamente a força mental, o que também chamamos de “peso da camisa”. Que não seja na tarde de hoje...

Leia Mais
Principais jogadores da última temporada já deixaram o Caxias do Sul Basquete

Prefiro confiar na evolução da Seleção de Tite. Em Neymar, Coutinho e no primeiro gol de Gabriel Jesus nesta Copa. Claro, sem esquecer do grande trabalho defensivo feito aqui pelo Brasil e que precisará ser repetido para levar o time às semifinais. Está na força do conjunto o grande diferencial. 

Outro fato a ser citado é que, muito por conta de Tite e do desempenho nas Eliminatórias, grande parte dos brasileiros voltou a torcer pela Seleção e estará em frente à TV. 

O duelo desta sexta-feira tem tudo para ser um daqueles que ficará marcado na história das Copas. Tomara que seja por mais um triunfo do Brasil.

Carisma
Coutinho é o grande jogador do time. Thiago Silva faz uma Copa impecável. Neymar cresce de produção a cada jogo. Tite tornou-se um símbolo nacional. Mas, nenhum dos quatro citados exibe tanto carisma quanto o mascote da seleção.

CAnarinho pistola , rússia , futebol , cbf , copa do mundo
Foto: Lucas Figueiredo / CBF

O Canarinho “Pistola” (foto acima) ganhou fãs na Rússia e por aqui. É o grande personagem brasileiro da Copa e está sempre atraindo sorrisos dos jogadores  e torcedores da nossa Seleção.

O outro jogo
Que baita jogo teremos na abertura das quartas de final. A grande dúvida paira em torno da presença de Cavani na seleção uruguaia. Sem ele, caberá a Suárez ter o protagonismo solitário. E aí será uma missão das mais complicadas segurar o poderio francês de Mbappé, Griezzmann e Pogba. 


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros