Intervalo: Na beira do Z-4, Juventude precisará vencer longe de casa - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião11/07/2018 | 06h26Atualizada em 11/07/2018 | 06h26

Intervalo: Na beira do Z-4, Juventude precisará vencer longe de casa

Equipe alviverde encara o Brasil-Pel na próxima sexta-feira

Intervalo: Na beira do Z-4, Juventude precisará vencer longe de casa Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Pressionado
A retomada do Juventude na Série B, após mais de duas semanas sem jogos,  está cercada de dúvidas. O início oscilante na competição preocupa o torcedor. Além disso, o revés em casa diante do Vila Nova e o adiamento do jogo diante do Sampaio Corrêa deixaram o time muito perto do Z-4. A solução?

O Ju precisa vencer uma das duas partidas que terá pela frente, contra Brasil-Pel ou o próprio Sampaio. Os dois rivais estão abaixo na tabela e tentarão recuperar terreno diante da equipe alviverde que, caso siga patinando, corre o risco de fechar o turno na zona de rebaixamento.

A situação grená
A semana no Centenário deve ser movimentada apenas nos bastidores. A partir da possível confirmação de que disputará a Copinha, o clube grená passa a projetar também o 2019. A primeira missão é definir a permanência ou não da comissão técnica.

No detalhe
Esperava um jogo com muitos gols e o brilho dos craques. No final, prevaleceu, mais uma vez, a bola parada. Com um gol solitário do zagueiro Umtiti, o duelo entre França e Bélgica chamou mais a atenção pelo trabalho tático das duas equipes do que pelos lances plásticos.

A exceção à regra foi Mbappé. Suas arrancadas e o passe sensacional para Giroud na segunda etapa mostraram do que o garoto francês é capaz.

 Frances defender Samuel Umtiti celebrates with teammates after scoring a goal during the Russia 2018 World Cup semi-final football match between France and Belgium at the Saint Petersburg Stadium in Saint Petersburg on July 10, 2018. / AFP PHOTO / Jewel SAMAD / RESTRICTED TO EDITORIAL USE - NO MOBILE PUSH ALERTS/DOWNLOADSEditoria: SPOLocal: Saint PetersburgIndexador: JEWEL SAMADSecao: soccerFonte: AFPFotógrafo: STF
Foto: Jewel SAMAD / AFP

Trabalho bem feito
Desde que conquistou o primeiro título mundial, há 20 anos, a França é a seleção com mais presenças em finais de Copa. A de 2018 é a terceira. Prova de um trabalho bem feito e da renovação.

Pogba, Griezmann, Varane e, principalmente, Mbappé são referências em uma seleção jovem, com uma base que pode tranquilamente disputar mais um Mundial em 2022. 

Na Itália
Depois do sucesso na Inglaterra e na Espanha, Cristiano Ronaldo conseguirá manter o seu reinado também no futebol italiano?

Basquete em cadeira de rodas
O técnico caxiense Tiago Frank viaja na sexta-feira para mais uma etapa de treinamentos com a seleção brasileira masculina de basquete em cadeira de rodas. A equipe disputará o Mundial da modalidade, em Hamburgo, na Alemanha, a partir de 14 de agosto.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros