Intervalo: Começa a era francesa no futebol mundial? - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião15/07/2018 | 22h54Atualizada em 15/07/2018 | 22h54

Intervalo: Começa a era francesa no futebol mundial?

Os 'Bleus' tem equipe para ser favorita ao tri no Catar 2022

Intervalo: Começa a era francesa no futebol mundial? Franck Fife/AFP
Pogba é um dos craques da geração francesa Foto: Franck Fife / AFP

Não foi nenhuma surpresa o título da França. Para quem acompanha mais o futebol europeu, os “Bleus” eram favoritos ao título. Muito pela nominata que representava o país. Jogadores que estão no auge e em grandes equipes, como Pogba, Griezmann, Mbappé, Kanté, Varane, Lloris, Umtiti, Matuidi... A lista é grande. 

Por mais guerreira que fosse a Croácia, o físico pesou na última hora. Justamente diante de um time onde os erros deveriam ser mínimos. As três prorrogações fatigaram. E aí a qualidade técnica dos franceses fez a diferença. Título merecido de uma geração que pode ir ainda mais longe.

A média de idade do time comandado por Didier Deschamps nesta Copa era de 25 anos. Se pensarmos no Catar, em 2022, a média irá beirar os 30. Ou seja, esse time ainda tem muito para mostrar. Para aumentar isso, nomes como Rabiot, Lacazzette, Martial, que não foram convocados, ainda terão idade para jogar.  Seria o início de uma era francesa no topo do futebol?

Sobrou na Copa

O croata Luka Modric ganhou com honra o título de melhor jogador do Mundial. Ele foi regular e num nível altíssimo. Me atrevo a dizer que ele tem condições suficientes de acabar com a hegemonia Messi-CR7 de melhor da temporada. Maestro do Real, campeão da Champions e vice no Mundial. Se isto não  é currículo, o que seria preciso para superar os dois neste ano?

Ronaldinho Gaúcho foi o grande personagem da final. Ao surgir tocando um tambor na cerimônia de encerramento da Copa, ele parou o mundo da internet. O Estádio vibrou. O craque brasileiro, em mais um dos momentos quase inexplicáveis da sua vida, é uma lenda do futebol. Muito pelo carisma e o seu futebol, jamais esquecido.

Quem sai mal da Copa?

Dos jogadores que passaram pelo Mundial, aqueles que decepcionaram ou não foram bem, Neymar é quem sai com a pior imagem da Rússia. Novamente, as inúmeras quedas, giros e simulações afetaram a imagem do jogador. Para “coroar” essa triste situação, um vídeo de um tenista o imitando no torneio de Wimbledon ganhou repercussão na internet durante o fim de semana. Ele precisa urgente de uma autoavaliação.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros