Diante do Sampaio Corrêa, um novo desafio para o Ju ficar longe da zona de rebaixamento - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B17/07/2018 | 09h00Atualizada em 17/07/2018 | 09h00

Diante do Sampaio Corrêa, um novo desafio para o Ju ficar longe da zona de rebaixamento

Equipe alviverde entra em campo nesta terça-feira, às 20h30min, para se distanciar do Z-4

Diante do Sampaio Corrêa, um novo desafio para o Ju ficar longe da zona de rebaixamento Diogo Sallaberry / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agência RBS / Agência RBS

Um novo desafio do Juventude olhando para a parte de baixo da tabela. O ponto conquistado em Pelotas, na sexta-feira, com o empate diante do Brasil-Pel, não aliviou a condição perigosa em que vive a equipe alviverde na classificação do Campeonato Brasileiro da Série B. Por isso, o jogo da noite desta terça-feira, diante do Sampaio Corrêa, às 20h30min, no Estádio Castelão, em São Luís (MA), vale muito.

A partida diante do atual campeão da Copa do Nordeste — título conquistado há pouco mais de uma semana —, no confronto atrasado da 14ª rodada da competição, pode ser o alívio que Julinho Camargo e sua equipe precisam para começar uma nova jornada. Se vencer, o Ju coloca  cinco pontos de diferença para a zona do rebaixamento, que é aberta justamente pelos maranhenses.

Uma derrota, no entanto, pode colocar a equipe alviverde entre os quatro da linha de descenso. Dois pontos a frente do Sampaio Corrêa e empatado com o São Bento, com 17 pontos, o Ju  só ingressará no Z-4 caso perca por dois gols de diferença. Se sair do Castelão com o nono empate na competição, a equipe ficará fora da zona da degola, pelo menos até sexta-feira.

Sem o volante Berttoto, que já havia ficado fora da partida em Pelotas, e o lateral-esquerdo Neuton, que sentiu ainda na primeira etapa no Bento Freitas, Julinho Camargo deve promover poucas mudanças na sua equipe titular.

A lateral será ocupada por Pará, que atuou durante boa parte do confronto na Zona Sul do Estado. Outra alteração será o retorno do zagueiro Fred, após cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo, na vaga de Micael. De resto, somente questões físicas serão motivos para substituições na formação inicial.

É o caso de Elias. Após um longo período afastado por uma lesão no joelho, o centroavante retornou diante do Brasil-Pel e acredita que poderá ter continuidade na partida desta noite.

— Senti um pouco no segundo tempo, mas isso é questão de sequência. Estou aí para ajudar. Se o professor optar por mim ou pelo Ricardo (Jesus, centroavante), que é um grande jogador, vamos tentar o máximo possível para buscar esta vitória — disse Elias, em entrevista para a Rádio Caxias.

Segundo o centroavante, o longo deslocamento entre o extremo sul do Brasil até a região nordeste — mais de quatro mil quilômetros de distância — não é  desculpa para algum tipo de queda no rendimento da equipe alviverde:

— Esses negócios da viagem não podem interferir. Temos que estar preparados para tudo.  Independente de qualquer coisa, nosso grupo é muito cascudo.  A gente sabe que vai ter que enfrentar essas viagens e estamos preparados.

É um jogo de seis pontos para que o Juventude não durma na zona de rebaixamento.

Leia também

Equipe sub-17 do Juventude inicia participação na Taça BH nesta terça-feira

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros