Caxias analisará o futuro nos próximos dias e aguarda por vaga na Série D 2019 - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Planos09/07/2018 | 06h59Atualizada em 09/07/2018 | 06h59

Caxias analisará o futuro nos próximos dias e aguarda por vaga na Série D 2019

Com acesso do Zequinha, clube grená ficaria com a vaga do Gauchão

Caxias analisará o futuro nos próximos dias e aguarda por vaga na Série D 2019 Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

O Caxias vai esperar algumas confirmações nos próximos dias para avaliar os seus próximos passos. Com o acesso do Zequinha, a vaga pelo Gauchão à Série D 2019 ficaria com o clube grená. A partir desta confirmação, a direção tomará a decisão de jogar ou não a Copa da Federação Gaúcha, que vale vaga também na Copa do Brasil do próximo ano.

— Temos que sentar e avaliar. Isso é uma decisão do grupo gestor. Vamos esperar para tomar essa decisão em conjunto e programar o Caxias daqui para frente — afirmou o vice de futebol José Caetano Setti.

A frustração pelo ano vai além da eliminação. O clube ainda se recupera do trágico 2015, quando teve os dois rebaixamentos. Quando o atual grupo gestor assumiu naquele ano, criou-se um cronograma que envolveria, em até cinco anos, regressar à Terceira Divisão. Ou seja, se conquistasse o acesso ontem iria encurtar esse planejamento.

— Nós tínhamos chance de conseguir aquilo que almejávamos antes do tempo previsto. Achávamos que levaria ainda mais dois ou três anos para maturar tudo isso e criamos expectativa de conseguir isso antes — revelou Setti.

O dirigente também lamentou o excesso de chances perdidas pela equipe, especialmente no primeiro tempo, como o grande problema para a eliminação.

— O Caxias fez tudo certo. Manteve o grupo, a comissão técnica, que é unanimidade, e buscou peças que acrescentaram qualidade. Quando se perde, não adianta. No primeiro tempo do Caxias, já saímos perdendo gol. Passou por ali. Estava tudo dentro da coerência, de um trabalho bem feito — comentou Setti, que complementou sobre os gols perdidos:

— Aqui é uma coisa meio sobrenatural, porque foi cada chance e a bola não entrou. Aquele gol no início do segunda etapa também foi uma ducha de água fria.

Leia também
ACBF vence clássico serrano e continua na liderança da Liga Gaúcha

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros