Técnico do Caxias cobra outra postura do time para o segundo duelo contra o Uberlândia - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série D16/06/2018 | 20h23Atualizada em 16/06/2018 | 20h23

Técnico do Caxias cobra outra postura do time para o segundo duelo contra o Uberlândia

Luiz Carlos Winck opina que o time precisa ter a aplicação apresentada em partidas anteriores

Técnico do Caxias cobra outra postura do time para o segundo duelo contra o Uberlândia Fernando Aquino / UEC/Divulgação/UEC/Divulgação
Júnior Alves (E) foi o autor do gol grená no empate em Uberlândia (MG) Foto: Fernando Aquino / UEC/Divulgação / UEC/Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

A atuação no empate do Caxias com o Uberlândia, em 1 a 1, no interior mineiro, não agradou a comissão técnica e aos jogadores grenás. Houve críticas à forma como a equipe se comportou fora de casa. Na visão do técnico Luiz Carlos Winck o time precisará mostrar outra postura no segundo jogo das oitavas de final da Série D, no Centenário, no dia 24. 

— Já chamei atenção no vestiário do motivo que ocorreu o gol. Vamos trabalhar na semana para corrigir isso e ter uma outra atitude. Talvez, passar pelo Maringá da maneira como foi, achamos que já estamos absolutos. Não somos. Somos iguais as demais equipes. O Caxias não é diferente  de ninguém. Só vai ter diferença se ter a mesma aplicação que tivemos em jogos anteriores — afirmou o treinador grená em entrevista à Rádio Caxias. 

Para o volante Marabá, capitão do Caxias, o resultado foi positivo e isso está diretamente ligado à atuação do time dentro de campo.

— Não conseguimos tocar a bola e sofremos um pouco na marcação. Tem que ser humilde em reconhecer que a equipe deles foi melhor que a nossa. Não jogamos nada. Vamos levar esse bom resultado para conseguir a classificação em casa, diante do nosso torcedor — opinou o capitão.

Com o empate, a decisão das oitavas de final está em aberto. Novamente, o jogo será no Estádio Centenário e se o Caxias vencer estará nas quartas. Por isso, o resultado não é considerado ruim, tendo em vista o retrospecto de três vitórias consecutivas sob o seu domínio.

— Agora vamos jogar dentro casa. Somos fortes lá, respeitamos o Uberlândia, mas vamos buscar um bom resultado — avisa o lateral-esquerdo Julinho.

Leia mais
Pelo menos três unidades de saúde não estão vacinando contra a gripe em Caxias


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros