"O grupo chega num momento bom da competição, mas falei para eles: pés no chão", diz Luiz Carlos Winck - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série D10/06/2018 | 21h28Atualizada em 10/06/2018 | 21h28

"O grupo chega num momento bom da competição, mas falei para eles: pés no chão", diz Luiz Carlos Winck

Caxias venceu o Maringá por 3 a 0, neste domingo, e garantiu vaga nas oitavas

"O grupo chega num momento bom da competição, mas falei para eles: pés no chão", diz Luiz Carlos Winck Porthus Junior / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Porthus Junior / Agência RBS / Agência RBS

O foco do time grená foi o grande diferencial na tarde de domingo. Segundo o técnico Luiz Carlos Winck, o seu time estava aplicado em fazer o resultado e isso deu bons frutos. A cada lance de desarme, era uma comemoração. Isso mostra o empenho para não deixar o Maringá surpreender no Centenário. Destaque na partida, tanto pelo gol, quanto pela marcação defensiva, o atacante Eder acredita que a equipe está num momento muito forte dentro de casa:

— Estamos focados no objetivo do acesso. Isso é primordial para esse nível de concentração muito alto. Se mantermos esse nível aqui em casa, dificilmente alguém vai bater a nossa equipe.

O Caxias não deu chances para o clube paranaense. Pressionou alto e Eder fez um gol justamente neste tipo de jogada. Também vale ressaltar que a equipe não sofreu grandes sustos. Exceto o fim da primeira etapa, o Maringá foi anulado.

— Nós fizemos um grande jogo e facilitamos tudo. Defensivamente fomos perfeitos e na frente matamos, quando tivemos oportunidades. Temos que manter isso. O próximo jogo será mais uma batalha. Temos que fazer dois grandes jogos e passar mais uma fase para depois tentar selar esse acesso esperado por todos – complementa Eder.

A partir desta segunda-feira, o Estádio Centenário irá respirar Uberlândia. O auxiliar Jeferson Ribeiro acompanhou os dois jogos da segunda fase dos mineiros e começará a passar as informações para comissão técnica. Mas para o técnico Winck, sua equipe não poderá abdicar de atacar o rival: 

— Teremos que jogar. Nossa equipe tem qualidade do meio para frente e temos que jogar. Vamos trabalhar para anular bem o Uberlândia no seu setor ofensivo e jogar.

Serão mais dois jogos do ano para que o time grená consiga chegar na fase de decisão do Acesso. Por isso, é momento também de tranquilidade e até blindagem do vestiário.

— O grupo chega num momento bom da competição, mas falei para eles: pés no chão. Tem o próximo mata-mata para chegar na fase derradeira — encerra Winck.

 Leia mais
Caxias tem atuação segura, vence e encara o Uberlândia nas oitavas

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros