Juventude não tem boa apresentação, perde e vê o fim da invencibilidade de nove jogos - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B26/06/2018 | 21h07Atualizada em 26/06/2018 | 21h07

Juventude não tem boa apresentação, perde e vê o fim da invencibilidade de nove jogos

Vila Nova saiu vencedor por 1 a 0, com marcado pelo atacante Reis

Juventude não tem boa apresentação, perde e vê o fim da invencibilidade de nove jogos Lucas  Amorellii/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorellii / Agencia RBS

Terminou a sequência invicta do Juventude na Série B. E ela encerrou justamente na frente do torcedor alviverde. Nesta terça, o time do técnico Julinho Camargo sofreu muito com a falta de articulação e viu o Vila Nova, até com tranquilidade, sair vencedor com um placar magro de 1 a 0. O Ju volta a campo no dia 8 de julho, fora de casa, contra o Sampaio Corrêa, no Maranhão.

No período, o time alviverde colecionou seis empates e conquistou três empates três vitórias. A campanha não deslancha e desagradou ao 2.556 papos que estiveram no Estádio Alfredo Jaconi.

O Ju começou na frente e tentando criar pressão sobre o rival. Logo aos seis minutos, o goleiro Douglas deu um balão para a ponta esquerda de ataque. O volante Tony acreditou na bola até o fim, desarmou o adversário no corpo e levou para área. Ele encontrou Leandro Lima, na linha da pequena área, que girou e chutou em cima do goleiro. O Ju ainda teve uma conclusão com Bertotto aos oito. E só.

Aos poucos, o Vila Nova gostou do jogo. Começou a trocar passes e ganhar o campo ofensivo. Aos 23, Hélder cruzou da esquerda e Maguinho apareceu na direita para cabecear. A bola tocou o poste. Ainda que tivesse mais volume, o time goiano não assustava.

Só que uma falta próxima da área, acabou em gol. Aos 40, Reis foi derrubado na intermediária esquerda. Em jogada ensaiada, Geovane tocou rasteiro e Mateus Anderson surgiu atrás da barreira. Ele cruzou para pequena área e Reis completou para rede: 1 a 0.

Uma etapa inicial de poucas situações ofensivas, mas que o time de Julinho Camargo encontrou dificuldades para furar as duas linhas de quatro do Vila. Aos mesmo tempo, sofreu com a velocidade dos extremas Reis e Mateus Anderson.

Os problemas de articulação do Ju prosseguiram no arranque da segunda etapa. Sequer a troca do meia Choco pelo atacante Guilherme Queiróz empurrou o time ao ataque. Enquanto isso, o colorado goiano trocou passes e administrou.

O primeiro arremate foi somente aos 19 e do alviverde. Em cobrança de falta, Fred jogou por cima do gol. Sem perigo. Isso acordou seus companheiros. Um minuto depois foi a vez de Ricardo Jesus bater em cima da marcação. Outra boa chance surgiu aos 26. Leandro Lima fez boa jogada individual e concluiu com perigo, mas para fora.

O Vila só foi responder aos 29. Em contragolpe, Alan Mineiro recebeu na área  e concluiu para fora. Se não assustava, o time goiano foi empurrado para sua defesa. O técnico Julinho Camargo colocou o centroavante Douglas Kemmer no lugar de Vidal e partiu para o tudo ou nada.

A pressão alviverde abriu espaços. Aos 41, Reis puxou contra-ataque. No entanto, o atacante do Vila decidiu ir até o gol e não tocar. Quando concluiu, Douglas defendeu. O Ju tentou acelerar tudo. Aos 49, Fred cobrou falta frontal na barreira. Fim de jogo: 1 a 0 para o Vila.

Ficha técnica
Juventude: Douglas; Vidal (Douglas Kemmer, 32/2º), Rafael Bonfim, Fred e Pará; Bertotto, Fred, Tony (Denner, 18/2º), Choco (G. Queiróz, int) e Leandro Lima; Ricardo Jesus. Técnico Julinho Camargo.

Vila Nova: Mateus Pasinato; Maguinho, Wesley Matos, Diego Giaretta e Hélder; Geovane, Mateus Anderson (Moacir, 27/2º), Wellington Reis; Alan Mineiro (Naylhor, 38/2º), Felipe Silva (Alex Henrique, 27/2º) e Reis. Técnico: Hemerson Maria.

Gols: Reis (V), aos 40min, no primeiro tempo. Árbitro: Wagner Reway (MT), auxiliado por Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT). Amarelos: Rafael Bonfim, Fred, Pará, Jair (J); Hélder, Wesley Matos (V). Local: Estádio Alfredo Jaconi

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros