Caxias inicia nova etapa dentro da Série D contra o Maringá - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série D02/06/2018 | 18h00Atualizada em 02/06/2018 | 18h00

Caxias inicia nova etapa dentro da Série D contra o Maringá

Grená foi o dono da segunda melhor campanha na primeira fase

Caxias inicia nova etapa dentro da Série D contra o Maringá Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Agora é para valer. Um novo campeonato começa na vida do Caxias neste domingo. A partir das 16h, no Willie Davids, no Norte do Paraná, a equipe grená encara o Maringá. O duelo vale pela partida de ida da segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro. 

Como o mata-mata não prevê a decisão com gol qualificado, o Caxias não descarta uma postura mais defensiva. Tudo para conter o ímpeto da equipe da casa. Apesar de ter marcado apenas sete gols na primeira fase, o Maringá conta com um ataque veloz, o que pode mudar um pouco a estratégia habitual de Luiz Carlos Winck. 

— Vamos manter a mesma formação. Vamos mudar apenas algumas situações de jogo e a estratégia para jogar fora de casa. O Maringá tem bons jogadores. Criamos uma estratégia forte em termos de marcação, mas também alternativas para quando tivermos a posse de bola. Temos de fazer um jogo seguro e errar o mínimo possível. Espero ver uma equipe compacta — resumiu o treinador. 

No discurso grená, o objetivo é voltar vivo do confronto para decidir a classificação em casa, diante do torcedor, na próxima semana. Nem que para isso tenha uma postura mais humilde. 

— Agora muda o campeonato. Temos de esquecer a boa campanha que fizemos na primeira fase. Num vacilo pode se jogar fora um campeonato. Por isso, agora é concentração e foco total. Temos de confiar no nosso time. Quando estivermos sem a bola precisamos marcar como time pequeno, atrás da linha da bola — enaltece o zagueiro e capitão Jean. 

Se a postura muda, o time não. Durante a semana, o atacante Nathan Cachorrão ficou de fora de boa parte dos treinamentos por uma lesão no tornozelo. Recuperado, o jogador vai para a partida e com promessas de combater a velocidade do rival com objetividade na frente. 

— Tem o Nathan Cachorrão, o Vovô (Wesley), o Diego Miranda e tem o Eder. Tem também o Caio (Cézar), que quando entra bagunça. Tem o Túlio, que é extremamente veloz. Esse é o ataque do Caxias. Não temos de pensar muito neles. Temos de pensar no que a gente vai fazer. Vamos jogar fechadinhos, com humildade e explorar a velocidade minha e do Eder. Se tiver oportunidade, o Vovô (Wesley) com certeza vai matar — brinca Nathan, confiante após ter marcado o seu primeiro gol com a camisa grená no último jogo. 

Os números são aliados do time grená. Em 2018, o Caxias jogou nove vezes como visitante. Foram seis vitórias, dois empates e só uma derrota, com 15 gols marcados e apenas cinco sofridos longe do Centenário. 

Leia também:
Motoristas formaram filas nos postos de combustíveis nesta sexta em Caxias do Sul
Foragido é preso por policial de folga em Caxias 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros