Maringá tem campanha regular na disputa do torneio nacional - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série D30/05/2018 | 08h28Atualizada em 30/05/2018 | 08h28

Maringá tem campanha regular na disputa do torneio nacional

Equipe paranaense tem como destaque o meia-atacante Paulinho, ex-Juventude

Maringá tem campanha regular na disputa do torneio nacional Rodrigo Araújo/Maringá,divulgação
Tricolor do norte paranaense conta com o atacante Juba (ao fundo), ex-VEC e Caxias Foto: Rodrigo Araújo / Maringá,divulgação

Caxias e Maringá chegam com realidades distintas à segunda fase da Série D. Enquanto os grenás estão invictos e com a segunda melhor campanha, os tricolores do norte paranaense tem uma campanha apenas regular. O time classificou na segunda colocação, com nove pontos, em um dos grupos mais equilibrados do torneio.

— O time é comum. Ele conseguiu a classificação na medida, num grupo muito equilibrado. Fez nove pontos, como o Linense-SP que ficou em primeiro (a diferença foi no saldo de gols, com os paulista com um gol a mais). Se não empatasse no último jogo (contra a Caldense, em 1 a 1), não teria classificado — destaca Cláudio Viola, editor de esportes do Jornal O Diário do Norte do Paraná, que complementa sua avaliação:

— Não tem uma defesa ruim, mas por outro lado não é forte na parte ofensiva.

Ao contrário de muitos clubes no país, o Maringá não sofre com problemas financeiros. Fundado em 2010 e coordenado por um grupo de empresários, está em crescimento e buscando novas perspectivas dentro das divisões do futebol brasileiro. Depois de boas campanhas no paranaense — este ano alcançou a semifinal no segundo turno —, o time foca no acesso. 

Para o comentarista da Rádio Jovem Pan de Maringá, Orlando Gonzalez, o time está focado em fazer valer o mando de casa:

— A meta do Maringá é conquistar o acesso. Por isso, o time vai para cima do Caxias para tentar uma boa vitória aqui no Estádio Willie Davids e administrar a vantagem depois.

Dentro de campo, dois destaques. O meia-atacante Paulinho Moccelin — cria da base do Juventude e que deixou o Jaconi para ir ao Grêmio junto com Ramiro, Alex Telles, Bressan e Follmann, em 2012 — é o craque da equipe. No ataque, o centroavante Bruno Batata é a esperança. Na temporada, ele tem nove gols em 18 jogos, uma média de um a cada duas partidas. Outro velho conhecido é o atacante Juba, que disputou o último Gauchão pelo Veranópolis e tem passagem pelo Caxias em 2012. 

Na casamata, Fernando Marchioro é uma unanimidade. Ele tem dois títulos, entre eles o da Segunda Divisão Paranaense em 2017, e aproveitamento acima dos 60%.

— O treinador é muito prudente, não é tão ousado – define Viola.

Para o jogo de domingo, Marchioro deve escalar Matheus; Lito, Robinho, Alex Fraga e Denis Neves; Carlão, Serrato, João Pedro e Juba; Paulinho e Bruno Batata.

Números na Série D
:: 6
jogos
:: 2
vitórias
:: 3
empates
:: 1
derrota
:: 7
gols pró
:: 6
gols contra
:: 50%
de aproveitamento

Leia também
Comboio de gás deve ser encaminhado a Caxias nesta quarta-feira
Comunicado aos assinantes: Pioneiro não será entregue nesta quarta-feira

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros