Intervalo: Outra atuação ruim e o Juventude segue sem conseguir engrenar - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião16/05/2018 | 17h55Atualizada em 16/05/2018 | 17h55

Intervalo: Outra atuação ruim e o Juventude segue sem conseguir engrenar

Contra o fraco time do Criciúma, equipe de Julinho Camargo comemorou empate

Intervalo: Outra atuação ruim e o Juventude segue sem conseguir engrenar Guilherme Hahn/Especial
Foto: Guilherme Hahn / Especial

Empate ruim
O técnico Julinho Camargo pode até defender a sua estratégia e a escalação para o jogo desta terça-feira pelo ponto conquistado. Mas, sinceramente, não dá. Era partida para ganhar. 

Leia Mais
Em jogo fraco tecnicamente, Juventude empata em 0 a 0 com o Criciúma
Intervalo: A convocação de Tite deixa poucas brechas para questionamentos

O Criciúma mostrou uma fragilidade gigante e pouquíssima criatividade. Tanto isso se confirma que o Ju, mesmo sem apresentar um bom futebol, criou as chances de maior perigo. Só que aí, mais uma vez, faltou qualidade. Choco perdeu duas oportunidade que não se pode errar na Série B. 

Com quatro zagueiros de origem na defesa e um meio-campo de limitada criatividade, o Juventude chama o adversário e tenta os contra-ataques. É pouco. Suficiente apenas para pontuar diante de um time fraco como o Tigre.

O final, com as duas expulsões, apenas resumiu mais uma noite lamentável.

Olho neles
Ainda é muito superficial qualquer avaliação sobre os possíveis adversários do Caxias a partir da segunda fase. Mesmo assim, vale o destaque, colocado na edição desta quarta-feira, aos times que se sobressaem neste início de competição.

Dos rivais mais próximos, chama a atenção as campanhas de São José-PoA e Tubarão. No mata-mata a história é outra, vários fatores precisam ser levados em conta, mas é bom o time grená, desde já, ir avaliando seus possíveis concorrentes ao acesso.

Sem a obrigação
O craque argentino Lionel Messi abriu uma exceção e recebeu em sua casa, em Barcelona, o canal argentino “TyC Sports” às vésperas da Copa do Mundo da Rússia. Na conversa, o camisa 10 do Barça falou dos prêmios individuais, dos títulos na equipe catalã e, naturalmente, da expectativa para o Mundial. 

– Não temos nenhuma obrigação com ninguém de sermos campeões. Nós (equipe) somos os primeiros a querer levantar o título – destacou o craque argentino.

Messi elencou Brasil, Alemanha, Espanha e França como postulantes ao título mundial.

FRASE:
"Em qualquer outra parte do mundo, a seleção que chega a três finais seguidas é valorizada e respeitada pelo que fez. Nós, não. Nós somos uns cagões, somos frios". 

Alemanha
Por falar em Copa do Mundo, a Alemanha divulgou ontem a lista com 27 nomes para o Mundial. Nomes como Mustafi, Götze e Emre Cam ficaram de fora. O mais curioso: o técnico Jöachim Löw renovou contrato até a Copa de 2022. Sinal de planejamento.

Leia Também
ACBF derrota a Sase, fora de casa, e segue invicta na Liga Gaúcha de Futsal
Depois das convocações: confira os primeiros erros no álbum da Copa do Mundo



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros