Com gol de Wesley, Caxias vence o Nova Iguaçu e encaminha vaga na próxima fase - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série D12/05/2018 | 16h55Atualizada em 12/05/2018 | 16h58

Com gol de Wesley, Caxias vence o Nova Iguaçu e encaminha vaga na próxima fase

Fora de casa, time grená fez 1 a 0 e chegou aos 10 pontos no Grupo 15

Com gol de Wesley, Caxias vence o Nova Iguaçu e encaminha vaga na próxima fase Bernardo Gleizer/NIFC / Divulgação/Divulgação
Foto: Bernardo Gleizer/NIFC / Divulgação / Divulgação

O Caxias confirmou sua superioridade e voltou a vencer o Nova Iguaçu neste sábado, desta vez no Rio de Janeiro. Com o 1 a 0, gol de Wesley, o time grená eliminou o rival e ainda manteve a ótima campanha na Série D.

Com 10 pontos, a equipe de Luiz Carlos Winck deu um grande passo para a classificação, que pode ser confirmada matematicamente na penúltima rodada do Grupo 15. O Inter de Lages é o vice-líder com seis pontos, dois a mais que o Mirassol. O time grená encara os paulistas no domingo, dia 20, às 16h, novamente longe de casa. 

Sob forte calor, o jogo no Rio começou bem estudado. E o Caxias era melhor. Após boa trama ofensiva, Wesley encontrou Vavá, que apareceu como surpresa, mas finalizou para fora. Logo na sequência, o goleiro Jefferson salvou em finalização de Gilson. No rebote, o volante tentou o passe para Diego Miranda, mas o camisa 1 do Nova Iguaçu apareceu com destaque outra vez.

Em contra-ataques, o time da casa começou a levar perigo. Aos 22, Ailton serviu Wescley, que pecou na finalização. O jogo era equilibrado e com boas oportunidades para os dois lados. Após a parada técnica por conta do forte calor, o Nova Iguaçu voltou mais perigoso. Nos minutos finais da primeira etapa, Wallace perdeu grande chance de abrir o placar.

Nova Iguaçu x Caxias
Foto: Bernardo Gleizer / Divulgação

E como diz o ditado do futebol: quem não faz, leva. Na resposta grená, aos 42 minutos, Geninho cruzou e Wesley girou sobre o marcador. Ele finalizou sem chances para Jefferson: 1 a 0 para o Caxias e o terceiro gol do centroavante na competição.

Na segunda etapa, com a necessidade de vencer para não ser eliminado da Série D, o Nova Iguaçu se jogou ao ataque. Porém, faltava qualidade. O time grená parava a maior parte das tentativas dos donos da casa com faltas, mas também não sofria qualquer pressão.

Após as entradas do zagueiro Josias Basso e do meia Mikael, Winck surpreendeu ao tirar o lateral Geninho e colocar o atacante Túlio Renan. Com Mikael improvisado pela direita, o time melhorou e controlou as ações da partida.

Aos 34, Diego Miranda foi derrubado na área e o time grená reclamou de pênalti, não assinalado pela arbitragem. No lance seguinte, em falta cobrada por Mikael, Jefferson fez boa defesa. 

No final, com uma pressão desorganizada, o Nova Iguaçu ainda cedeu espaços para contra-ataques. O Caxias não aproveitou, mas nem precisava. O 1 a 0 já era suficiente.

Leia Também
Criciúma confirma Mazola Júnior como novo técnico e Luiz Carlos Winck segue no comando do Caxias
ACBF derrota o Pato Futsal por 1 a 0 e alcança a liderança na Liga Nacional


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros