Por construção de uma nova história, Juventude estreia contra o Figueirense - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B13/04/2018 | 08h00Atualizada em 13/04/2018 | 08h00

Por construção de uma nova história, Juventude estreia contra o Figueirense

Alviverde encara o time catarinense nesta sexta-feira, às 21h30min

Por construção de uma nova história, Juventude estreia contra o Figueirense Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Técnico Julinho Camargo (de preto) vai para a sua quarta partida no comando do Juventude Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Em relação ao primeiro jogo do ano são nove. Se comparado com a última partida do Campeonato Gaúcho são sete. As mudanças no time titular do Juventude para a estreia da Série B demonstram as transformações que vivem o clube nos últimos dias. Nesta sexta-feira, diante do Figueirense, o alviverde inicia sua caminhada na competição nacional, às 21h30min, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

Na capital catarinense, apenas o goleiro Matheus Cavichioli e o meia Fellipe Mateus serão titulares tendo como comparativo o primeiro compromisso do Ju no Gauchão, no dia 21 de janeiro. De lá para cá, mudança de técnico, inúmeras lesões e a chegada de reforços mudam a fotografia do Ju para o resto da temporada.

Dos contratados, o lateral-direito Felipe Mattioni e os volantes Bertotto e Jair serão as novidades. Do meio para frente, um quarteto que atuou junto em apenas uma partida – Leandro Lima, Fellipe Mateus, Felipe Lima e Ricardo Jesus, mas que treina entre os 11 durante quase toda a intertemporada de 30 dias.

– Foi um período positivo na questão de alinhar determinados processos dentro do vestiário, questões de desenvolvimento da equipe, ver alguns jogadores crescendo, como Felipe Lima, Leandro Lima, jogadores que não tive na mão nos 10 dias iniciais. Também temos o retorno do César (Martins), que me dá uma opção de bom nível na disputa defensiva. A chegada de alguns jogadores como Jair, Mattioni. Jogadores que podem nos ajudar já nesse período inicial – explica Julinho Camargo, ao lamentar o fato de ainda não dispor de todo o elenco para poder escalar a equipe.

Dos reforços, não viajaram o volante Rodrigo, que ainda não treinou com o grupo, e os meias Diones e Tony. Além deles, atletas como Bruninho, Vidal, Caprini, Yuri Mamute, Mateus Santana, ainda não estão 100% recuperados para jogar.

– Ainda não temos tudo o que precisamos para a competição porque faltam alguns jogadores. Busco formatar minha equipe de forma que ela esteja serena, mesmo mudando algumas peças ou até a ideia de jogo. Ainda estamos em construção e vamos enfrentar uma equipe pronta. Ainda nem tenho a equipe na mão. Essa será a grande dificuldade e espero que o torcedor entenda isso e lute conosco – ponderou o treinador, que vai para a sua quarta partida no comando do Ju.

Leia Também:
Farroupilha terá roteiro turístico com foco em pontos onde foram gravados filmes
12º BPM ganha prêmio por conseguir reduzir crimes em Caxias do Sul
Resultado da prova de títulos do concurso para professores já está disponível no site da prefeitura de Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros