Os rivais do Juventude que vêm do Cerrado - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B09/04/2018 | 20h50

Os rivais do Juventude que vêm do Cerrado

Trio goiano tentam buscar espaço na elite nacional, novamente

Vai começar a Série B 2018. Mais uma temporada em que todas as regiões do país estarão representadas entre os 20 clubes participantes, sendo que novamente o Sul é predominante. 

Serão sete representantes de Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O Sudeste vem logo na sequência com cinco. O Nordeste, sempre muito representado na Segunda Divisão, terá apenas quatro nesta edição. O Paysandu é o único time do Norte.

O aspecto financeiro também mudará neste ano. Exceto Coritiba e Goiás, que possuem acordo direto com a Globo, os demais clubes receberão R$ 6,03 milhões cada um. O clube paranaense ganhará R$ 35 milhões, enquanto os goainos terão a cota de R$ 26 milhões – como está na terceira temporada seguida da Série B, perde R$ 8 milhões por participação.

O Pioneiro começa a traçar, a partir desta segunda, um quadro de como chegam os adversários alviverdes na busca por uma das quatro vagas que dão direito ao acesso à elite nacional. A primeira região será a Centro-Oeste, resumida aos três clubes de Goiânia. 

O Atlético-GO, que retorna à disputa após o título de 2016, traz consigo a dúvida se conseguirá brigar por um novo acesso. Os tradicionais Goiás e Vila Nova voltam a ser incógnitas. Por mais que o clube esmeraldino tenha maior investimento, não reflete isso nas suas campanhas e ainda brigou contra o rebaixamento nos últimos dois anos. O oposto vive  o colorado, que em 2017 brigou pelo acesso, mesmo sem estrelas. 

O que não faltam nos três clubes são conhecidos da torcida jaconera. No Atlético, Wesley Natã. O meia-atacante até foi titular em nove jogos no Alfredo Jaconi no ano passado, mas nunca conseguiu se consolidar. 

O atacante Ramon veste a camisa do Vila Nova. No Ju, ele foi titular em 22 partidas, também no ano passado, e fez quatro gols. Por último, o zagueiro Brock, hoje no Goiás, que passou pelo alviverde em 2013. 

Jogador Ramon do Vila Nova comemora gol durante partida entre Vila Nova e Goiás, válida pelo Campeonato Goiano 2018, no Estádio Olímpico, em Goiânia (GO), neste sábado (3).  Carlos Costa/Futura Press
Ramon (E) é o conhecido alviverde no Vila NovaFoto: Carlos Costa / Futura Press

Vila Nova
:: Presidente:
Ecival Martins
:: Estádio: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
:: Capacidade: 50 mil;
:: Estadual 2018: 3º colocado.
:: Campanha em 2017: 7º colocado.
:: Técnico: Hemerson Maria
:: Reforços: Naylhor e Wesley Matos (zagueiro), Lincom (centroavante), Elias e Juninho (meias).
:: Time base: Mateus; Anderson Luís, Naylhor, Diego Giaretta e Gastón; Geovane, Fagner, Maguinho (Elias) e Reis; Keké e Lincom.

O meia Wesley Natã é destaque do Atlético-GO
Wesley Natã (C) é o conhecido alviverde no DragãoFoto: Paulo Marcos / Assessoria ACG

Atlético - GO
:: Presidente: Maurício Sampaio
:: Estádio: Antônio Accioly, em Goiânia (GO)
:: Capacidade: 10 mil
:: Estadual 2018: 6º colocado
:: Campanha em 2017: 20º colocado na Série A (rebaixado)
:: Técnico: Cláudio Tencatti
:: Reforços: João Paulo (meia), Victor Oliveira (zagueiro), Alisson (lateral-direito), André Luís (atacante)
:: Time base: Klever; Alisson, William Alves, René e Bruno Santos; Rômulo, João Paulo, Fernandes e Tomas Bastos; Júlio César e Joanderson.

Brock, do Goiás
Brock passou pelo Ju em 2013Foto: Goiás / Divulgação

Goiás
:: Presidente: Marcelo Almeida
:: Estádio: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
:: Capacidade: 50 mil
:: Estadual 2018: campeão
:: Campanha em 2017: 14º colocado
:: Técnico: Hélio dos Anjos
:: Reforços: Edcarlos (zagueiro), André (lateral), Robson (atacante)
:: Time base: Marcelo Rangel; Caique Sá, David, Brock e Breno; Léo Sena, Giovanni e Madison; Maranhão, Viçosa e Carlos Eduardo.

Leia mais
De novo, longa espera no Postão, em Caxias 


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros