Juventude joga mal, leva a virada e perde para o Avaí - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série B28/04/2018 | 18h26Atualizada em 28/04/2018 | 18h37

Juventude joga mal, leva a virada e perde para o Avaí

Jogando em casa, equipe alviverde foi apática e saiu derrotada por 3 a 1

Juventude joga mal, leva a virada e perde para o Avaí Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

O Juventude voltou a jogar mal neste sábado. Por mais que tenha dado uma outra cara nos primeiros 10 minutos, com gol de Guilherme Queiróz, o time alviverde parou ali. De resto, o Avaí tomou conta da partida, virou o marcador e saiu vitorioso com o placar de 3 a 1. Na próxima terça, o time do técnico Julinho Camargo enfrentará o Boa Esporte, em Varginha.

O Ju começou a partida com uma intensidade alta e pressionando no ataque, num 4-2-4. Deu certo. Aos 6 minutos, Caio Rangel recebeu na esquerda de ataque, serviu Pará. O lateral cruzou rasteiro, Fellipe Mateus escorou para o artilheiro Guilherme Queiróz, de frente para goleira, tocar no canto esquerdo e abrir o marcador: 1 a 0.

O time de Julinho Camargo era melhor, mas recuou e esperou o contra-ataque. Assim, deixou a bola no pé do time catarinense, que trabalhou, insistiu e começou a criar chances. A primeira mais perigosa foi de Pedro Castro. Ele recebeu na entrada da área, pela esquerda e bateu para fora, aos 19 .

O alviverde teve dois lampejos. Aos 23, Vidal cruzou e Caio Rangel bateu fraco. Aos 26, Guilherme Queiróz arriscou da intermediária e para fora.

Num jogo morno e de posse do Avaí, o empate veio aos 34. Guga cobrou lateral da direita, Rodrigão cabeceou, Matheus fez uma grande defesa, mas Rômulo estava no rebote para escorar para as redes: 1 a 1.

O time do técnico Geninho quase virou aos 40. Após escanteio curto, Guga cruzou da direita e Renato cabeceou próximo. Foi só. Fim de primeiro tempo e com vaias dos torcedores juventudistas.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 28/04/2018 - Juventude e Avaí se enfrentam pelça terceira rodada da Série b do Campeonato Brasileiro, no Estádio Alfredo Jaconi, as 16:30.(Marcelo Casagrande/Agência RBs)
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Na volta do intervalo, o time alviverde começou a ter mais ímpeto ofensivo e jogar no campo adversário. Só que na primeira saída do Avaí, o time catarinense virou o jogo. Aos 12, Capa teve liberdade, cruzou da esquerda, Rodrigão não desviou no primeiro poste, mas Renato estava sozinho, na pequena área, para fazer de cabeça: 2 a 1.

O quadro ficou um pouco pior, quando Queiróz deixou o campo, com dores na panturrilha. Mamute entrou em seu lugar. Julinho também tirou o extrema Fellipe Matheus e colocou o meio-campista Diones.

Aos 24, os catarinenses quase ampliaram. Rodrigão, livre, cabeceou por cima. No lance seguinte, Capa arriscou da intermediária e fácil para o goleiro Matheus.

A resposta alviverde veio aos 25. Caio Rangel recebeu na esquerda da área e chutou em cima do zagueiro. Foi só. No contra-ataque, Capa puxou em velocidade para o campo ofensivo e serviu Renato, nas costas da defesa, que tirou do goleiro Matheus e ampliou: 3 a 1.

Ouvindo vaias e jogando devagar, o Ju só teve uma nova chance aos 35. Diones arriscou da entrada da área, mas a bola foi para fora. Dois minutos depois, Rodrigão foi lançado sozinho contra Matheus, quando tirou do goleiro ele colocou a mão e foi expulso. César Martins assumiu as luvas.

O Avaí parou de atacar, o Ju pouco fez e o jogo encerrou em 3 a 1 para os catarinenses. As vaias tomaram conta do Jaconi.

Leia também
ACBF aplica outra goleada e está na final do torneio continental

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros