Juventude apresenta dupla de polivalentes e experientes em disputa de Série B - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Reforços06/04/2018 | 16h11Atualizada em 06/04/2018 | 16h11

Juventude apresenta dupla de polivalentes e experientes em disputa de Série B

Diones e Tony treinaram com o grupo alviverde nesta sexta-feira de manhã

Juventude apresenta dupla de polivalentes e experientes em disputa de Série B Arthur Dallegrave / Juventude, Divulgação/Juventude, Divulgação
Diones (E) e Tony (D) têm o aval de Julinho Camargo para atuarem como volantes ou meia mais avançado Foto: Arthur Dallegrave / Juventude, Divulgação / Juventude, Divulgação

Experiência não faltará para que o Juventude brigue pelo acesso. Ao menos, no que depender de rodagem em Série B, o alviverde está bem servido com os dois últimos reforços apresentados nesta sexta-feira.

Aos 31 anos, o meia Tony soma passagens em clubes como América-RN, Ponte Preta, Ceará e América-MG, por quem subiu para a Série A em 2015. Em 2018, o paulista disputou o Estadual de sua terra natal pelo Ituano.

— O acesso é muito buscado pelos jogadores. É como um título. É muito importante. Tive essa conquista em 2015, mas não posso dar muitas dicas porque cada lugar é uma história, cada grupo é diferente. Mas o principal é de que é preciso muita gente, muitos jogadores de qualidade — resume o jogador, que elencou o fator casa como diferencial para uma boa campanha neste tipo de competição.

Sem acesso, mas também conhecedor de todos os cantos da segunda divisão nacional, Diones, 32 anos, chega após um bom Campeonato Paulista pelo Botafogo-SP. No ano passado, defendeu o Boa Esporte na Série B, justamente com Julinho Camargo.

— A Série B exige muita vontade. É raro um jogo ser definido em posse de bola, como na Série A. É preciso entrega e jogar no estilo da competição. Vejo que o Juventude já tem uma cara de Série B e pode brigar pelo acesso — enalteceu o volante maranhense, que já disputou a Série A com Chapecoense e Bahia.

Em comum, ambos contam com a polivalência para brigar por vagas no time titular. Tanto Tony quanto Diones atuam como primeiro e segundo volante, mas também como meia mais avançados.

— Trabalhei com o Diones também no Bahia. Ele tem facilidade de jogar em várias funções pela qualidade e pelo entendimento tático. O Tony eu já vi ele fazendo várias funções no meio, até como segundo atacante. Ambos são jogadores maduros para esta competição — elogia Julinho Camargo.

Leia Também:
1ª Mostra Arte na Margem que inicia neste domingo é também oportunidade para conhecer o Moinho da Cascata
Primeira edição do Festival de Danças Tradicionais do Sul ocorre neste final de semana, em Caxias
Feiras na Serra vão impulsionar negócios em abril


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros