Intervalo: o Caxias Basquete precisará encontrar uma forma de furar a defesa do Mogi - Esportes - Pioneiro
 

Opinião19/04/2018 | 07h00Atualizada em 19/04/2018 | 07h00

Intervalo: o Caxias Basquete precisará encontrar uma forma de furar a defesa do Mogi

Time caxiense teve as duas piores pontuações da temporada nas quartas de final

Intervalo: o Caxias Basquete precisará encontrar uma forma de furar a defesa do Mogi Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Match point
Longe de casa, o Caxias Basquete não conseguiu repetir suas melhores atuações no NBB 10. Principalmente, depois do intervalo. Apressou muitos lances no ataque e não conseguiu segurar a dupla Shamell e Tyrone na defesa.

Leia Mais
Diário de Mogi: Uma cidade que respira o basquete e sonha com o título do NBB
Juventude apresenta volante Rodrigo, o nono reforço para a disputa da Série B

O resultado foi a pior pontuação da temporada, apenas 57 pontos. Curiosamente, o número superior era do jogo 1 contra o Mogi, quando marcou 60.

Ou seja, o Caxias precisará encontrar uma forma de furar a defesa mogiana ou calibrar os chutes de longa distância para se manter vivo.

A série segue em aberto, mas o Mogi tem o chamado match point, o jogo para confirmar sua classificação, na noite desta sexta-feira.

Infelicidade
Só é possível lamentar a infelicidade que acometeu o meia Felipe Lima. Com um histórico recente de lesões, que atrapalham a sua sequência no time do Juventude, o jogador tinha, mais uma vez, a confiança do treinador e motivos de sobra para acreditar em uma Série B consistente. 

Desta vez, nada de problema muscular. Ao fraturar o tornozelo esquerdo, em um lance em que estava sozinho, Felipe dificilmente voltará a atuar na Segunda Divisão. Ainda procurando nomes para o setor ofensivo no mercado, o Ju perde uma ótima opção. 

Outra realidade
O Caxias iniciou a intertemporada poucos dias após a eliminação do Estadual e o técnico Luiz Carlos Winck teve um bom período para ajustar a equipe. Alguns saíram, reforços chegaram, mas a base foi mantida.

Realidade completamente diferente a do Inter de Lages. O primeiro rival na Série D tem problemas financeiros e só retomou as atividades na última segunda-feira.

Por mais que exista a expectativa de um duelo equilibrado em Lages, o time grená precisa fazer valer essa diferença na preparação.

Jogo decisivo
O Brasil-Fa tem um confronto fundamental na noite de hoje, nas Castanheiras. Um revés contra o Igrejinha, às 20h, praticamente decretaria o rebaixamento da equipe de Farroupilha para a Terceirona. 

O momento é de superação e apoio da torcida. Os ingressos custam R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada). Mulheres têm acesso liberado.

Leia Também
Justiça de Vacaria aumenta limite de presos para 330

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros