Intervalo: Na semana da estreia, Ju precisa mostrar que aprendeu com os erros - Esportes - Pioneiro
 

Opinião09/04/2018 | 06h30Atualizada em 09/04/2018 | 06h30

Intervalo: Na semana da estreia, Ju precisa mostrar que aprendeu com os erros

Dupla Ca-Ju ainda busca reforços antes de iniciarem disputa do Brasileiro

Intervalo: Na semana da estreia, Ju precisa mostrar que aprendeu com os erros Arthur Dallegrave/Juventude,Divulgação
Bertotto (E) foi uma das novidades no jogo-treino de sábado Foto: Arthur Dallegrave / Juventude,Divulgação

Semana de estreia
Muita coisa deve mudar durante a competição, mas uma boa largada sempre é importante. O discurso é o mesmo da temporada passada. A Série B é longa e requer atenção do início ao fim.

Leia Mais
Caxias inicia semana em busca de dois atacantes para fechar o grupo de jogadores
Juventude empata com o Novo Hamburgo no último teste antes da estreia na Série B

Ter esse período extra de preparação – mesmo com uma eliminação vexatória no Gauchão –, pode fazer bem ao Juventude. Foi o que aconteceu em 2017. Nas primeiras rodadas da competição, que inicia sexta-feira, em Florianópolis, o torcedor do Ju quer, pelo menos, ver um time mais aguerrido e fisicamente estável. A partir daí, a evolução tende a ser natural.

Em sua segunda temporada seguida na Série B, o Juventude precisa mostrar que aprendeu com os erros. Os do ano passado e também os de 2018.

Reforços
O Juventude ainda corre atrás de um segundo volante e um atacante de lado para fechar, pelo menos no primeiro momento, o grupo para a Série B. O Caxias também busca jogadores para o ataque, especialmente após as saídas de João Paulo e Daniel Cruz. O mercado continua agitado.

Festa grená
Foram quase 600 torcedores grenás presentes na comemoração dos 83 anos do clube, em almoço realizado no domingo na comunidade de Nossa Senhora da Saúde. 

O Caxias celebra de fato o seu aniversário nesta terça. O momento é de aproximar ainda mais a torcida do clube para uma grande Série D.

Deu a lógica
De novo, a qualidade gremista sobressaiu na final do Gauchão. Por mais que o placar só tenha sido aberto após mais uma expulsão – desta vez sem qualquer contestação –, o time tricolor sobrou diante do Brasil-Pel e voltou a levantar a taça que não vinha desde 2010. 

Deu a lógica. Assim como na decisão de Renato. Ficar no Grêmio é a garantia de continuidade de um trabalho de êxitos.

Davis
A grande atuação e a vitória do caxiense Marcelo Demoliner, ao lado de Marcelo Melo, no jogo de duplas não foi suficiente para o Brasil derrotar a Colômbia no Zonal Americano da Copa Davis. O time brasileiro perdeu os dois últimos jogos de simples, com Thiago Monteiro e João Sorgi, e vai seguir na segunda divisão em 2019. 


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros