Em treino fechado, Juventude começa a definir time para enfrentar o Avaí - Esportes - Pioneiro
 

Série B26/04/2018 | 16h43Atualizada em 27/04/2018 | 08h00

Em treino fechado, Juventude começa a definir time para enfrentar o Avaí

Técnico Julinho Camargo fechou primeira parte do trabalho de quinta-feira

Em treino fechado, Juventude começa a definir time para enfrentar o Avaí Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Para zagueiro Fred, treino fechado é importante para ajustes em relação a erros nos jogos anteriores Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Os ajustes para a busca da primeira vitória na Série B foram trabalhados com mistério. Com portões fechados na primeira parte do treino de quinta-feira, o técnico Julinho Camargo começou a definir o time que entra em campo no sábado diante do Avaí, pela terceira rodada da competição.

O segundo jogo em casa é a chance de o Ju deixar a parte de baixo da tabela, após um empate contra o Oeste e uma derrota para o Figueirense. Jogos estes, que deixaram boas impressões na avaliação do clube, comissão técnica e dos jogadores.

— É difícil dizermos que fizemos bons jogos pelos resultados. Mas tivemos bons momentos nas partidas. Não terá jogo fácil. Contra o Avaí será mais um jogo difícil. Enfrentamos eles na Copa do Brasil e fomos eliminados. Não é uma revanche, mas serve para conseguirmos a primeira vitória na competição — argumentou o zagueiro Fred.

Para o defensor, a ideia do treinamento fechado é compreensível, mas alerta que não foi de grandes novidades na rotina de trabalho.

(No treino fechado teve) Trabalho que a gente vem fazendo, não só agora. Estamos revendo jogos que fizemos na competição, ajustando detalhes que erramos ou não tenhamos feito. Teve essa reserva para acertar o que foi pedido. Algumas coisas também para o Julinho (Camargo) ver e definir a equipe — resumiu.

Possibilidades no ataque

Assim que os portões da parte interna do Alfredo Jaconi foram abertos à imprensa, iniciava um treino de posicionamento ofensivo, com saída de bola sendo feita pelos zagueiros César Martins e Fred. Na linha defensiva, Vidal foi o lateral-direito e Pará o esquerdo. Bertotto e Jair foram mantidos como volantes, com Fellipe Mateus como meia. 

O trio ofensivo foi formado por Guilherme Queiróz, Yuri Mamute e Ricardo Jesus. São três jogadores que também atuam como centroavantes.

— Ficamos um pouco mais ofensivos. Todo o jogador que ele troca, coloca colete, testa no time de cima, no time de baixo, serve para que todos saibam o que fazer quando entrar nas partidas. Não adianta treinar de um jeito e chegar na hora do jogo e não saber o que fazer. Esse rodízio é bom, é válido e confunde vocês (imprensa) — despistou Fred.

Leia Também:  
Decisão liminar determina que operadora de telefonia melhore o sinal em Vacaria
Transferência de recursos poupa corte de R$ 5,9 milhões do Hospital Geral de Caxias
Remodelação do mix de lojas é a aposta do Bourbon San Pellegrino

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros