Em jogo decidido no final, Caxias Basquete perde a primeira para o Mogi pelas quartas - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

NBB 1014/04/2018 | 16h18Atualizada em 14/04/2018 | 16h18

Em jogo decidido no final, Caxias Basquete perde a primeira para o Mogi pelas quartas

Série de playoff começou com vitória mogiana por 63 a 60, no Ginásio do Vascão

Em jogo decidido no final, Caxias Basquete perde a primeira para o Mogi pelas quartas Porthus Junior / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Porthus Junior / Agência RBS / Agência RBS

A primeira batalha da série entre Caxias do Sul Basquete/Banrisul e Mogi das Cruzes, pelas quartas de final do NBB 10, foi de tirar o fôlego. Com o Ginásio do Vascão lotado na tarde do sábado, as equipes brigaram até o último segundo. E no detalhe da bola de três pontos, que teve baixo aproveitamento para o lado caxiense, os paulistas venceram por 63 a 60. Agora, a disputa vai para o Ginásio Hugo Ramos, na cidade do interior de São Paulo, onde serão realizados os jogos dois e três do enfrentamento. Para trazer a quarta partida de volta para Caxias, o time de Rodrigo Barbosa precisa vencer uma como visitante.

O primeiro período começou com bastante equilíbrio. Porém, a diferença do quarto foram os arremessos de três pontos. Mesmo que Cauê Borges tenha feito a primeira cesta do jogo de longe, o Caxias Basquete teve um aproveitamento de 9.1% nos dez minutos iniciais – apenas um em 11 tentativas. Do outro lado, o Mogi conseguiu um número de acertos melhor, quatro com a mesma quantidade de oportunidade que o Caxias. Assim, a vantagem do primeiro quarto acabou em favor dos paulistas, com 18  a 11.

O segundo quarto parecia que seria de um caminho muito parecido do período inicial. O Caxias não encontrava espaço na defesa de Mogi e não conseguia sucesso nos ataques. Contudo, a entrada de Warren e Caferatta deu uma consistência na marcação do time caxiense. Até por isso a pontuação do período se manteve baixa e a equipe de Rodrigo Barbosa encontrava dificuldades de se aproximar no marcador.

Faltando pouco mais de dois minutos começou a aparecer novamente Cauê Borges. O provável MVP da temporada regular do NBB teve 100% de aproveitamento, marcou 9 pontos no período, e a partir de fortes contra-ataques, trouxe a vantagem mogiana para apenas um ponto. A ida para o intervalo foi com vitória dos visitantes, por 32 a 28, mas com o time de Rodrigo Barbosa em seu melhor momento.

A volta dos vestiários não diminuiu o ímpeto do Caxias Basquete. O aproveitamento com o chute de longe melhorou, começando por Cauê Verzola, que acertou seu primeiro arremesso de três pontos. A partir daí, o Mogi não conseguiu se encontrar no jogo e antes dos cinco minutos já havia estourado o número de faltas coletivas. Os donos da casa conseguiram pela primeira vez o domínio do marcador. Sofrendo apenas 13 pontos no período, e marcando 22, o Caxias terminou o quarto vencendo por 50 a 45.

O último quarto começou com o Mogi desfazendo a vantagem caxiense, e invertendo para si os cinco pontos a mais no marcador. Mas essa não foi a realidade do período. O Caxias buscou o empate, e a diferença para qualquer um dos lados jamais se distanciou de três pontos.

Assim, a emoção continuou até o final. Faltando seis segundos, em um contra-ataque do Caxias, quando a vantagem era de um ponto para o Mogi, Caferatta recebeu a bola da linha dos três, errou o arremesso e desperdiçou a chance de igualar o jogo. Vitória mogiana por 63 a 60, na maior diferença no confronto entre as duas equipes neste NBB – na temporada regular cada uma das equipes venceu por um ponto.

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros